Início>Cuidados com a saúde, Equipamentos, Produtos para Saúde, Profissionais da Saúde>Termômetros: conheça os tipos e as diferenças entre eles

Termômetros: conheça os tipos e as diferenças entre eles

Os termômetros são itens fundamentais para o kit de primeiros socorros de qualquer família. Apesar de serem instrumentos de uso simples, é preciso ter atenção e usá-los de maneira correta para medir a temperatura. Além dos erros de manipulação, a imprecisão do valor medido pelo equipamento também pode atrapalhar a identificação de um quadro febril.

Portanto, na hora de escolher um termômetro para sua farmácia caseira, é preciso levar em conta a confiabilidade com que o aparelho indica a temperatura, bem como em que condições serão feitas as medidas.

Então, você precisa de ajuda para identificar o melhor termômetro para atender às suas necessidades? Então, acompanhe este post!

O que é febre?

Em primeiro lugar, a febre se dá após ser constatada a elevação da temperatura corporal acima da média do paciente. Sendo assim, por não ter histórico da variação de cada paciente é usado valores médios encontrados em estudos que definem os limites de temperatura que indicam febre. No entanto, é importante ressaltar que o modo como medir a temperatura corporal pode fornecer mais de um resultado. A medida que estiver próximo do centro do nosso corpo maior será a sua temperatura.

Temperatura de referência:

  • Adultos entre 36,5°C e 36,7°C
  • Crianças maior que 36
  • Axilar acima de 37,4°C considerar febre
  • Boca acima de 37,5°C considerar febre
  • Ouvido acima de 37,6°C considerar febre
  • Retal acima de 38°C considerar febre

Em suma, é importante salientar que independente do tipo (modelo) do termômetros sem contato que utilizará, deve-se ter o selo do INMETRO e registro junto a ANVISA, mesmo com todos os certificados de aprovação os mesmo podem ter uma variação máxima de até 0,2°C para mais ou para menos.

Veja também: Qual o melhor termômetro? Descubra aqui

Tipos de termômetros

Antigamente, os termômetros usados para monitorar a febre eram pequenos tubos de vidro contendo um líquido prateado. Por conta disso, muitas vezes, precisávamos girar o instrumento em várias posições para encontrar o ponto certo para fazer a leitura. Felizmente, a tecnologia também atingiu os dispositivos de medição de temperatura.

Conheça, agora, os modelos de termômetros mais encontrados nas residências:

Analógicos (mercúrio)

O líquido prateado que mencionamos é o mercúrio, uma substância que expande quando é aquecida. Assim, quando o termômetro analógico é colocado em contato com o corpo, o líquido sobe em consequência dessa expansão. A escala impressa no tubo de vidro permite que a temperatura seja determinada.

Há duas razões pelas quais o uso dos termômetros desse tipo não mais é recomendado. A primeira delas é o risco de quebra do dispositivo, que libera mercúrio (um metal tóxico) no ar. A segunda é a falta de precisão desses instrumentos, principalmente daqueles com maior tempo de uso.

Digitais

Equipados com sensores de temperatura, esses instrumentos mostram a temperatura em uma pequena tela. As versões mais modernas apresentam memória interna para guardar os últimos registros. O termômetro digital é preciso na medição e não contém mercúrio.

Infravermelho

Todo corpo emite calor, e é isso o que um termômetro infravermelho mede. O equipamento é preciso, desde que ele seja usado de acordo com as instruções do fabricante. Assim como os modelos digitais, também mostra o resultado em um display.

Formas de medição

De nada adianta ter um equipamento moderno e preciso se você não usá-lo de maneira adequada. Alguns dispositivos permitem uma única forma de leitura, enquanto outros são mais versáteis. Conheça as diferentes vias de utilização dos termômetros:

Axilar

A maneira mais comum de medir a temperatura é colocar o termômetro na axila, mantendo o braço fechado. A maioria dos instrumentos digitais emite um aviso sonoro ao final da leitura, que leva cerca de 3 minutos.

Auricular

termômetro infravermelho de ouvido realiza a medição instantaneamente. Basta posicioná-lo na entrada do ouvido e apontá-lo em direção ao nariz. A medição pode ser atrapalhada se houver excesso de cera ou inflamação. Usa infravermelho para medir a temperatura no interior do canal auditivo. Com rapidez, gera o resultado, entre 1 e 2 segundos em média.

Cuidados especiais para crianças: É preciso apontar diretamente no canal auditivo e para que isso ocorra, é preciso puxar levemente a orelha para cima e para trás.

Bucal

A medição pela boca pode ser feita com termômetros tradicionais. Para isso, o instrumento deve ser posicionado sob a língua durante o tempo necessário para leitura. Há, ainda, termômetros em forma de chupeta, muito úteis para medir a temperatura de bebês.

Retal

Inserir o termômetro no reto é o método mais indicado para verificar a temperatura de bebês. É preciso ter atenção redobrada com a higiene do dispositivo, que deve contar preferencialmente com uma ponta flexível.

Sem contato

Alguns termômetros com tecnologia infravermelho funcionam à distância. Basta apontar o aparelho para a testa para que a medição seja realizada instantaneamente.

Instruções de uso de termômetros sem contato:

Medição da Temperatura Corporal (Testa):

A leitura medida pela testa, equivale a temperatura medida pela boca. Para isso, é necessário certificar-se que a lente da sonda esteja totalmente limpa sem qualquer fragmento que possa alterar sua leitura, para uma leitura eficiente é necessário que a testa esteja limpa, sem suor, uso de qualquer produto químico (Ex: Base, pó compacto e ou qualquer tipo de cosméticos) , cicatrizes etc. Além disso, certifique-se antes de iniciar a leitura que o paciente não tenha tomado banho ou feito exercício físico por pelo menos 30 min e permanecido em condições estáveis por pelo menos 5 min.

Considerações para a compra

Os termômetros podem ser facilmente encontrados em farmácias e lojas de produtos médicos, sejam elas físicas ou virtuais. Eles são um item muito importante na montagem de um bom kit de enfermagem para estágio. Por conta da grande variedade de modelos disponíveis, você pode ter dúvidas na hora da compra. Para te ajudar, vamos listar algumas dicas que podem ajudar você a fazer a escolha:

  • prefira os modelos digitais, que não contêm mercúrio;
  • verifique as instruções de uso;
  • avalie o tempo de resposta do instrumento;
  • procure comprar equipamentos resistentes;
  • considere a idade de quem usará o termômetro e a forma como será feita a medição.

E aí, gostou de saber mais sobre os tipos de termômetros? Com as informações apresentadas neste post, você certamente será capaz de escolher o melhor equipamento para cuidar de toda a família.

Para não perder nenhuma dica de bem-estar e saúde, assine a newsletter da Maconequi e receba conteúdos relevantes como este diretamente no seu e-mail!

2 Comments

  1. Juliana Pereira 20/02/2019 em 17:33- Responder

    Preciso de um kit academico em Belo Horizonte. Obrigada, era o que procurava

    • Maconequi 08/11/2019 em 14:16- Responder

      Olá, Juliana! Desculpe a demora para respondê-la.
      Ficamos muito felizes em ajudá-la!
      Abraços!

Deixar Um Comentário