Sintomas de apendicite: saiba como identificá-los

| |

Dentre os sintomas de apendicite, a dor é o sinal determinante para o diagnóstico da doença, já que os demais, que incluem enjoo, febre e apatia, podem ser facilmente confundidos com outros problemas de saúde.

A dor provocada pela apendicite é bem característica, começando de maneira lenta e difusa e ao longo das horas concentra-se na parte inferior direita do abdome.

Geralmente as pessoas mais propensas a desenvolver esse problema são as que se encontram na faixa etária entre 10 e 30 anos, porém, podem acontecer também entre idosos e crianças.

Leia esse artigo e saiba como agir em casos de sintomas de apendicite.

Apendicite, o que é?

A apendicite é a inflamação do apêndice. Este, por sua vez, tem como função fabricar e servir de depósito para as bactérias que auxiliam na digestão.

Mesmo que seja uma doença conhecida, os sintomas de apendicite podem não estar claros para grande parte das pessoas, como consequência, desconhecem também a melhor forma de agir nessas situações.

Durante muito tempo, o apêndice, que é um pequeno tubo que está localizado no início do intestino grosso, teve sua utilidade envolvida em um grande mistério, já que era tido apenas como um causador de danos, como é o caso da apendicite.

Todavia, em recentes pesquisas, foi identificada sua função no sistema imunológico do organismo, por estar presente no sistema linfático. Sendo assim, a apendicite pode ocorrer por diversos motivos, como:

  • Resultado de uma obstrução, devido à presença de fezes;
  • Presença de um corpo estranho que se encontra no corpo;
  • Existência de tumor, embora essa possibilidade seja mais remota.

Caso a apendicite não seja tratada com agilidade, pode progredir para uma peritonite que, pela sua gravidade, pode inclusive levar à óbito. Assim sendo, atentar-se aos sintomas de apendicite é essencial para que as ações necessárias sejam realizadas prontamente.

Principais sintomas de apendicite

Os sintomas de apendicite aumentam à medida que a doença progride, por esse motivo é preciso identifica-los o quanto antes para evitar possíveis complicações.

Dor abdominal intensa

Como foi dito no início do post, o principal sintoma de apendicite é a dor abdominal, que normalmente é associada com outros. Contudo, não são em todos os casos que ela ocorre, o que exige ainda mais atenção para que o problema seja identificado.

A dor acontece de forma gradativa, tendo início mais leve e entorno do umbigo, porém, com o decorrer do tempo, a parte inferior direita do abdome passa a ser o local da dor, que aumenta de forma significativa.

A intensidade da dor pode ser aumentada diante de movimentos das pernas ou do abdome, também quando a pessoa tosse ou espirra. Há relato de pacientes que a dor é tão intensa a ponto de tornar-se difícil andar ou manter o corpo reto, em contrapartida, em outras pessoas essa dor é como qualquer outra que já tenham sentido.

Febre

Por se tratar de uma inflamação, um dos sintomas de apendicite é a febre, que pode vir acompanhada de tremedeira e calafrios.

Portanto, a temperatura estiver por volta de 39 graus e acompanhada de intensa dor, o médico deve ser consultado rapidamente, pois, tem grande chance de ser apendicite.

Enjoos

Embora este sintoma não seja muito intenso, a presença de náuseas leves é constante e em algumas situações pode ocasionar vômitos.

Pode ser que esse quadro melhore em poucos dias, não indicando problemas, no entanto, se esses enjoos persistirem e forem acompanhados de dor abdominal, é necessário procurar um médico.

Perda do apetite

Combinada com demais sintomas de apendicite, a perda do apetite pode ser uma indicação do problema, visto que, as pessoas acometidas desse problema encontram dificuldade na ingestão de alimentos, levando a perda de apetite repentinamente.

Inchaço abdominal e gases

Se, mesmo sem motivo aparente, como ingestão exagerada de alimentos, a pessoa apresentar por alguns dias inchaço abdominal e gases, deve consultar um médico. Principalmente, se estiverem associados aos demais sintomas de apendicite.

Diarreia ou prisão de ventre

A inflamação do apêndice pode, de alguma forma, interferir no processo de evacuação. Mesmo que esses efeitos não sejam muito intensos inicialmente, podem ser avaliados como indicadores.

Identificados os sintomas de apendicite, como é feito o tratamento?

No caso da apendicite crônica, em que os sintomas são mais leves e sua progressão é mais lenta, o tratamento pode ser realizado à base de anti-inflamatórios, antibióticos, analgésicos e antitérmicos. Portanto, a cirurgia só é indicada, caso os medicamentos não façam efeito.

Nas situações de apendicite aguda, a cirurgia para retirada do apêndice deve ser realizada rapidamente, para que o seu rompimento seja evitado, diminuindo o risco de sepses, que é uma forte infecção que pode levar a pessoa à morte.

Mesmo que os sintomas de apendicite possam parecer comuns, podem ser determinantes para o diagnóstico preciso desse problema. Por esse motivo, a pessoa deve estar atenta a todos os sinais que seu corpo emite.

Sendo assim, o recomendável é procurar auxílio médico assim que esses sintomas surgirem, principalmente se estiver acompanhado de dor abdominal intensa.

Anterior

Fisioterapia TENS o que é, para que serve e contraindicações

Trombose: fatores de risco, sintomas e tratamento

Próximo

Deixe um comentário