Dicas de como ter uma excelente recuperação pós-cirúrgica
>>>Dicas de como ter uma excelente recuperação pós-cirúrgica

Dicas de como ter uma excelente recuperação pós-cirúrgica

Por |2019-08-30T17:43:41+00:0024/12/2017|Cuidados com a saúde, Prevenção|0 comentários

Um procedimento cirúrgico bem sucedido vai além da mesa de operação. Ter uma boa recuperação pós-cirúrgica também é fundamental! Nessa fase, são vários os fatores que influenciam: eles vão desde a alimentação que, se for balanceada, fará com que o organismo reaja melhor à cirurgia, até o curativo, que ajuda a proteger a região que passou pelo procedimento.

E isso não acontece apenas nos procedimentos maiores, até mesmo as pequenas operações requerem seus cuidados. Quer saber mais detalhes sobre alguns cuidados que um paciente deve ter depois de passar por uma operação? Veja nessa postagem.

Repouso pós-cirúrgico

Os dias são cada vez mais atribulados e corridos, mas é preciso ter em mente que o corpo precisa descansar depois de uma cirurgia, principalmente nos primeiros dias. Caso contrário, os pontos podem soltar, a região pode doer e, pior, o local pode não cicatrizar corretamente.

A depender do procedimento pelo qual o paciente passou, todo o corpo é afetado. O sistema imunológico fica debilitado e o organismo despende muita energia para a cicatrização. Se a rotina pós-operatória for como a de antes, o corpo terá muito mais dificuldade na recuperação pós-cirúrgica.

Por conta disso, é importante não caminhar demais, evitar longas exposições ao sol, aguardar a liberação para praticar atividades físicas e seguir à risca as recomendações dadas pelo médico, que varia bastante em cada caso. Em algumas cirurgias, como as de varizes, também é recomendado o uso de meias de compressão.

 

Alimentação pós-operação

Assim como o repouso, a alimentação também tem influência no processo de recuperação pós-cirúrgica. O organismo precisa de nutrientes bem específicos nessa fase. Ao mesmo tempo, é bom evitar outros.

  • Carnes brancas são melhores do que as vermelhas. Elas são mais fácil de digerir e vão gastar menos energia nesse processo. Além disso, a proteína animal é rica em zinco, mineral com importante papel na divisão celular e que contribui para a reparação dos tecidos.
  • Atum, salmão, linhaça e chia contêm ômega 3, que fortalece o sistema imunológico e ajuda a combater processos inflamatórios.
  • Feijões, brócolis, repolho e demais alimentos que fermentam também devem ser controlados, principalmente no caso de cirurgias abdominais. Esses alimentos produzem gases e podem gerar desconforto.
  • É importante evitar as gorduras saturadas. Elas desequilibram os níveis de ômega 3 e 6 e de ácidos graxos. Em excesso, interferem na cicatrização.
  • Para que isso tudo funcione da melhor maneira possível, o corpo precisa estar corretamente hidratado. A água é imprescindível para todas as funções do corpo.

Como lidar com a dor pós-cirúrgica

Mesmo em procedimentos simples, o desconforto causado pela dor sempre é um problema na recuperação. No entanto, essa etapa sempre é prevista pelos médicos. Por isso, é muito importante seguir suas recomendações.

É preciso ter consciência de que os remédios demoram pelo menos 20 minutos para fazer efeito. Reforçar o medicamento antes disso é errado. Da mesma maneira, esperar demais para se medicar também pode agravar o caso. É importante respeitar os horários dos medicamentos.

A alimentação e o repouso também são aliados. Eles ajudam a acelerar a cicatrização.

Recuperação pós-cirúrgica: curativos 

Os curativos são importantes para evitar contaminações. Tratar de uma cirurgia é parecido com o tratamento de um ferimento. Por conta disso, precisa ser trocado com regularidade. Caso o local operado esteja com bastante secreção, o tempo útil de uma bandagem diminui.

Para fazer um curativo, deve-se limpar o local com água corrente ou soro fisiológico. Após isso, secar com gaze ou pano bem limpo. Já a cobertura deve ser feita com gaze seca e esparadrapo. Em caso de ferimentos pequenos, existem curativos prontos. Além disso, é importante não molhar o curativo, tapando com um saco plástico para tomar banho, por exemplo.

Em algumas cirurgias, como a lipoaspiração e abdominoplastia, é recomendado utilizar uma cinta modeladora. Ela auxilia na cicatrização da pele e no resultado final estético da operação. A cinta não deve ser muito apertada. Além de prejudicar a cirurgia, pode causar outros problemas como dor ou aumento do edema.

O pós-operatório é tão ou mais importante que o momento da cirurgia. Em um procedimento de beleza, por exemplo, se a cicatrização falhar, compromete todo o resultado, já que a  estética, nesse caso, é o mais importante.

Mas em todas as situações, seguir as recomendações é muito importante para uma recuperação pós-cirúrgica mais rápida, menos dolorosa e mais saudável.

Deixe seu comentário