Procedimento estético para estrias: qual é a melhor opção?

| | ,

Apesar de ser comum a aparição de estrias em mulheres e também em homens. A procura por procedimento estético para estrias é grande. Mas afinal, você sabe o que são estrias?

As estrias são cicatrizes. Nesse sentido, essas cicatrizes acabam surgindo depois do rompimento das fibras elásticas e das fibras de colágeno do corpo.

Portanto, as fibras elásticas são responsáveis pela elasticidade da pele. Por exemplo, quando puxamos e soltamos alguma parte do nosso corpo, são as fibras elásticas que permitem que esse local volte a sua forma original.

Ao mesmo tempo, as fibras de colágeno dão resistência à pele e impedem que ela rasgue quando puxada. Mesmo com a ação dessas fibras as estrias surgem, principalmente por fatores genéticos.

Porém, condições como gravidez, alteração hormonal na adolescência, ganho de peso e uso prolongado de corticoide também contribuem para o desenvolvimento dessas cicatrizes.

Quais são os tipos de estrias?

Antes mesmo de escolher um procedimento estético para estrias, é preciso entender qual é o tipo de estria que você quer tratar. Uma vez que, para cada tipo de estria existe um procedimento indicado diferente.

O estágio e coloração da estria são os fatores responsáveis por sua classificação. Confira.

Estrias vermelhas ou rosadas

Essas são as estrias mais recentes e também as mais fáceis de serem revertidas. Portanto, quando ainda apresentam essa cor, significa que os capilares sanguíneos acabaram de ser rompidos.

Estrias roxas

Quando a cicatriz apresenta a cor roxa em sua aparência, significa que o processo já está mais avançado. Portanta, o rompimento das fibras já aconteceu há mais tempo.

Estrias brancas

Essa é a fase final das estrias, quando o processo de cicatrização já está completo. Nesse sentido, já existe comprometimento do tecido e não há mais circulação sanguínea no local.

Quais são os procedimentos estéticos para estrias?

Primeiramente, devemos ressaltar que a pele que apresenta estrias não consegue ser regenerada completamente, ela não volta a sua forma original, ou seja, não existe uma “cura”.

Portanto, é importante destacar que as estrias são lesões sem gravidade. Querer reverter retomar a aparência da pele é estritamente um desejo estético.

Dito isto, os procedimentos estéticos para estrias são responsáveis por melhorar a aparência dos locais lesionados. São eles:

Dermoabrasão

A dermoabrasão é um procedimento que atua esfoliando a parte interna do tecido danificado e estimula sua regeneração. Nesse sentido, deve ser feito por profissionais como cirurgiões plásticos e dermatologistas. A técnica é feita usando anestesia local e em um ambiente médico.

O tratamento ocorre em uma única sessão e dura cerca de uma hora. O tempo de recuperação é em torno de dez dias. Nesse caso, o tratamento para estrias brancas é a principal indicação.

Intradermoterapia

É um procedimento estético para estria não cirúrgico que acontece a partir da aplicação de substâncias, através de injeções, diretamente nas estrias. Nesse sentido, essas substâncias aplicadas são responsáveis por estimular a formação de elastina e colágeno no local.

Porém, essa técnica deve seguir o número de sessões recomendadas pelo profissional responsável. Esse também é um tratamento indicado para estrias brancas.

Pelling químico

É um tipo de tratamento estético onde são feitas aplicações de ácidos na camada superficial da pele. Portanto, o procedimento tem como principal objetivo estimular a regeneração do local afetado e remover as camadas danificadas.

A técnica é feita em sessões com intervalos de 4 e 6 semanas. Porém, por se tratar de um procedimento superficial, sua maior indicação é para o tratamento de estrias mais recentes, como as vermelhas e roxas, por exemplo.

Subcisão

A subcisão é um método cirúrgico feito em ambulatório. Nesse sentido, o procedimento consiste no deslocamento profundo da derme com o auxílio de uma agulha, com o objetivo de estimular a produção de colágeno através do trauma.

Os resultados podem ser vistos entre 30 e 60 dias depois do procedimento. A técnica é indicada para o caso de estrias antigas. Como o caso das estrias brancas e que apresentem grande largura e profundidade.

Microagulhamento

O microagulhamento é feito a partir de pequenas furos feitas por pequenas agulhas. Dessa forma, o procedimento tem como objetivo estimular a criação de colágeno e elastina, através do processo inflamatório causado por essas microlesões.

Esse método pode melhorar em até 80% a aparência da pele. Além disso, para estrias brancas até para estrias avermelhadas seu tratamento indicado.

Laser fracionado

O procedimento é feito através do laser que promove uma coluna de calor na pele. Nesse sentido, é estimulada a renovação da pele e a produção de colágeno.

A indicação do procedimento é feita para o tratamento tanto de estrias superficiais quanto de estrias antigas, como é o caso das estrias brancas. Um profissional é quem deve indicar a quantidade de sessões ideal para cada caso.

Qual é o melhor procedimento estético para estrias?

Como vimos anteriormente, o procedimento estético para estrias ideal depende de cada caso. Uma vez que, existem diversos tipos de tratamento para cada estágio da evolução da estria.

Antes de tudo, buscar a ajuda de um profissional é o recomendado. Afinal, só ele será capaz de realizar uma avaliação e indicar um tratamento adequado.

Gostou do conteúdo? No blog Maconequi, temos diversos artigos sobre saúde, bem-estar, nutrição e muito mais. Confira clicando aqui.

Anterior

Otoplastia: como é feita a cirurgia de orelha de abano?

Intoxicação alimentar: identifique os sintomas e saiba como tratar

Próximo

Deixe um comentário