Cuidar de um consultório não é nada fácil, só quem encara essa missão sabe o quanto é árduo o conjunto de ações constantes para deixar tudo funcionando da forma correta, ou pelo menos bem próximo disso. E o mais crítico é que estamos sempre lidando com a saúde dos pacientes, isso aumenta a responsabilidade de não cometer erros, não produzir qualquer situação de desamparo relacionado à pessoa que procurou seu consultório, que depositou em você a confiança em relação à saúde.

Dentro desse conjunto todo de ações que envolve a administração de uma clínica ou consultório, dificilmente as pessoas pensam na importância que tem a qualidade da energia elétrica. É quase regra dar uma “olhadinha” no quadro de energia e verificar que as tomadas estão todas funcionando, então você pensa: Está tudo OK! Mas não é bem assim, separamos algumas observações que são extremamente necessárias para o funcionamento adequado da sua rede elétrica.

Verifique a qualidade da instalação da sua rede elétrica

É muito comum a contratação de um serviço não especializado para instalação da rede elétrica, infelizmente. Isso ocorre normalmente pelo valor da mão de obra. Para instalação de uma rede elétrica de qualidade é preciso ter a consciência que estamos falando principalmente de segurança. Por este motivo é indispensável o conhecimento da Norma Técnica (NBR – Norma Brasileira) vigente.

Criada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a NBR-5410 é a norma que serve para organizar, padronizar e qualificar toda documentação, procedimento ou processos relacionados ao funcionamento seguro e usual de instalações elétricas de baixa tensão. A NBR-5410 deve ser aplicada em instalações comerciais, entre outras, que operam até 1000V em tensão alternada.

Mesmo que os padrões tenham sido seguidos durante a construção dos estabelecimentos, a grande questão são os ajustes necessários no decorrer do tempo, como manutenção ou procedimentos adotados para adaptação da rede à necessidade do empreendimento, ou instalação de novos pontos de energia, por exemplo.

Nem sempre é possível ter segurança que os ajustes necessários foram realizados por um técnico qualificado, com a realização de serviços baseados na norma técnica NBR-5410. Principalmente no caso de construções mais antigas, que recebem uma boa “maquiagem” na reforma, causando a falsa impressão de que o estabelecimento está perfeito.

Por este motivo, exija sempre a documentação relacionada à instalação elétrica do estabelecimento, incluindo reparos posteriores. Essa atitude pode eximir você de futuras reponsabilidades em relação ao uso da rede elétrica. Afinal, em uma situação de catástrofe dificilmente vão condenar o técnico que fez o ajuste mal feito há vários anos em seu consultório. É mais fácil afirmar que a rede foi mal utilizada por você, com a instalação inadequada de equipamentos, quando na verdade a rede elétrica já apresentava problemas.

Os perigos de uma instalação elétrica inadequada

Uma instalação mal feita pode causar vários problemas, que vão desde danificar equipamentos eletroeletrônicos até a ocorrência de vítimas fatais. Não basta ir ligando os equipamentos na tomada e achar que está tudo bem porque tudo funciona normalmente. Uma sobrecarga elétrica não dá indícios imediatos, geralmente a fiação vai esquentando, conforme utilização e condições ambientes, então os problemas ocorrem quando você menos espera.

Em um consultório ou clínica não é diferente. Fora os eletroeletrônicos mais comuns, esses ambientes utilizam equipamentos mais caros, exigindo uma atenção especial em relação ao uso da rede elétrica. Se você não tiver o conhecimento de como está a atual situação da sua rede elétrica, o ideal é chamar um técnico especializado para realizar uma vistoria no local.

Enquanto isso é possível tomar algumas medidas para evitar problemas. Não use o ar condicionado sem necessidade, se possível, prefira pela ventilação ambiente. O sistema de funcionamento do ar condicionado exige muito da rede elétrica. Se o equipamento for indispensável, cogite a opção de desligá-lo fora dos horários de funcionamento. Abaixo estão outras dicas para o uso seguro a sua rede elétrica.

  • Cuidado para não molhar tomadas durante a limpeza do ambiente;
  • Substitua qualquer tomada que apresente folga nos conectores, geralmente são as que ficam com mau contato;
  • Mantenha a fiação longe de qualquer fonte de calor;
  • Não sobrecarregue tomadas com extensões;
  • Use sempre produtos de qualidade (certificados);
  • Não mantenha fios desencapados;
  • Verifique se ocorre aquecimento de tomadas, interruptores, ou fios dos aparelhos durante seu uso;
  • Fique atento para qualquer cheiro de queimado.

Vamos considerar que você tomou todas as precauções acima listadas, contratou um profissional especializado para fazer a revisão em sua rede e realizou todos os reparos necessários conforme norma técnica. Agora significa que sua rede está livre de qualquer problema, correto? Infelizmente não. Também temos um fantasma constante que é a queda da energia elétrica.

Dicas para solucionar o problema de queda de energia

Sabemos que a energia percorre um grande caminho até chegar a nossa casa. A energia sai de uma usina para a estação de transmissão, passa por transformadores e segue pelas linhas de alta tensão, passa novamente por transformadores nas subestações de distribuição e segue para o fornecimento via rede de distribuição. E somente chega às ruas das residências, pela fiação aérea ou subterrânea, após sair dos transformadores de distribuição. Assim, fica disponível para utilização em tomadas e interruptores da sua clínica ou consultório.

Em virtude desse complexo caminho e com a demanda cada vez mais crescente de energia, não é incomum constatar que a energia chegue de forma instável em nossos estabelecimentos. E basta chover que já passamos a esperar a queda de energia. Neste caso, mesmo diante de todos os esforços realizados, você vai ficar sem energia.

Para evitar esse tipo de transtorno que afeta o seu estabelecimento e consequentemente seus clientes, pela ausência ou remarcação do atendimento, você pode contar com geradores de energia. Um gerador de energia pode ser a solução mais viável para proteger equipamentos e não afetar os seus atendimentos. Sabemos que escolher um bom gerador de energia é uma tarefa para técnicos especializados.

No caso de clínicas e consultórios que estão em prédios comerciais, é importante verificar se o condomínio conta com um gerador de energia. Uma solução muito adotada é o aluguel de fontes alternativas de energia, como grupos geradores de energia, por exemplo, pelo baixo custo e ausência de gastos com manutenção, considerando que o gerenciamento do equipamento fica por conta da empresa contratada.

Se o seu estabelecimento ou condomínio já tem um gerador de energia, é importante verificar se o equipamento está funcionando de forma adequada, caso não esteja é hora de compartilhar esse texto e propor uma fonte alternativa de energia para os momentos de emergência.