Você já ouviu falar em pressão alta emocional? Pois é, ela existe mesmo e pode ser desencadeada por fatores psicológicos como estresse, ansiedade e certos traços de personalidade. Afinal, o corpo físico reflete as emoções e pensamentos, e se acontece algum desequilíbrio, o corpo acaba dando sinais. 

E para entender um pouco mais sobre o assunto, preparamos este artigo para você. Acompanhe!

Pressão alta emocional

Você já deve ter ouvido falar que o estresse é uma das causas da pressão alta e podemos, sem dúvida nenhuma, afirmar que ele é também um dos principais fatores de risco para as doenças do coração. Quando uma pessoa está estressada e tensa são maiores as chances dela fumar, ela não tem disposição para praticar atividades físicas, come demais para compensar a ansiedade, fica obesa, etc.  

E, infelizmente, a pressão alta emocional causada pelo estresse é mais comum do que imaginamos. Quando sentimos que estamos a “ponto de explodir” com tantos sentimentos e pensamentos acumulados, reprimimos reações químicas que, quando não liberadas, geram o estresse e todos os seus efeitos negativos, como a pressão alta.

O estresse aumenta o ritmo cardíaco, acelera a respiração, libera adrenalina, noradrenalina e cortisol, colocando o corpo em um estado de alerta, que, até certo ponto, é normal e faz bem para o organismo, que fica pronto para a ação. No entanto, uma sobrecarga desses hormônios é extremamente prejudicial para a saúde.

Mas não só o estresse pode causar a pressão alta emocional. Medo, ansiedade, mania de perfeição e excesso de preocupação também podem gerar hipertensão. Por isso, compreender essas disfunções emocionais é fundamental para mudar comportamentos, controlar ou mesmo encontrar a cura para o problema.

Como controlar a pressão alta emocional

Pressão alta exige acompanhamento médico regular e em alguns casos, até mesmo mediação. Porém, o mais importante é focar em uma mudança de estilo de vida que reduza o estresse e todas as outras causas da pressão alta emocional

Veja algumas mudanças de estilo de vida que podem melhorar a sua saúde mental e física.

Faça atividades físicas

A prática regular de exercícios físicos é recomendada como tratamento auxiliar em diversos casos, e isso porque a atividade física melhora o funcionamento dos sistemas respiratório e circulatório, reduzindo uma série de problemas, como a pressão alta.

Porém, antes de começar qualquer programa de atividades físicas, é importante consultar um médico e passar por uma avaliação. Só o médico poderá indicar a melhor modalidade de exercício e nível de intensidade para você.

Aposte em técnicas de relaxamento

Nada melhor para acabar com o estresse do que atividades de relaxamento como ioga, meditação, mindfulness e exercícios de respiração consciente. Essas técnicas pedem concentração, equilíbrio e tranquilidade. 

Durante a prática de ioga e meditação, por exemplo, é preciso prestar atenção apenas na respiração e nas respostas do sistema sensorial, evitando pensamentos aleatórios. Com isso, você tira o foco dos sentimentos negativos que causam estresse no dia a dia.

Cuide da saúde emocional

Cuidar da saúde física é muito importante, mas não se pode descuidar da saúde mental, das emoções e sentimentos, pois eles refletem no nosso dia a dia, no nosso comportamento e na maneira como respondemos aos conflitos do dia a dia. Por exemplo, quanto mais nos preocupamos com determinados problemas, mais nosso corpo responde com estresse, tensão, nervosismo, irritação, ansiedade, etc.

E para ajudar a amenizar esses sintomas, a melhor alternativa é desenvolver formas saudáveis de lidar com as próprias emoções. Aposte na psicoterapia para aumentar o autoconhecimento, autocontrole e a inteligência emocional.

Reserve tempo para lazer e descanso

O trabalho é importante, mas você também precisa descansar. Assim, antes que seu corpo sinalize o esgotamento, aprenda a administrar melhor o seu tempo e tente conseguir descansar e relaxar.

Algumas horas de lazer e descanso são necessárias para o bem-estar físico e emocional. Leia um livro, assista um filme, vá passear, realize atividades ao ar livre ou alguma outra atividade que te faça bem e seja feliz. 

Monitore a pressão regularmente

Mesmo com hábitos saudáveis, se você estiver sofrendo de pressão alta, você deve procurar um médico e seguir todas as suas recomendações. Deve também  monitorar a pressão diariamente. 

E a melhor maneira de monitorar a pressão arterial é poder contar com um bom aparelho para sua medição em casa e também seguir nossas dicas sobre o assunto no nosso post sobre como fazer controle da pressão arterial.