Para que serve a bota ortopédica? Conheça seus benefícios
>, Prevenção, Produtos para Saúde, Qualidade de Vida>Para que serve a bota ortopédica? Conheça seus benefícios

Para que serve a bota ortopédica? Conheça seus benefícios

Muitos têm dúvidas sobre para que serve a bota ortopédica, uma vez que a indicação mais conhecida para a imobilização de fraturas e outros tipos de lesão é a bota de gesso. O acessório, no entanto, apesar de assumir funções similares, apresenta algumas características próprias que podem contribuir bastante para a recuperação do paciente.

Pensando nisso, elencamos alguns esclarecimentos sobre as funções da bota ortopédica e seus benefícios para um tratamento eficaz. Não deixe de conferir!

Como funciona a bota ortopédica?

A bota ortopédica é constituída por um material rígido que se apresenta no formato da região inferior da perna e um forro amortecedor interno. Além disso, conta com faixas ajustáveis de velcro que envolvem o acessório e permitem ajustá-lo conforme as necessidades do paciente.

Para utilizá-lo, é preciso posicionar perfeitamente o pé e a perna do indivíduo no acolchoado interno. Dessa forma, é possível regular a bota o mais próximo possível do tornozelo e na medida exata do pé, sem deixá-lo torto.

A indicação para o uso do equipamento é realizada, portanto, em casos em que é necessário imobilizar tornozelo, pés ou panturrilha para o tratamento de lesões, luxações ou para a continuidade dos cuidados após a retirada do gesso.

Quais os benefícios do uso da bota?

Mesmo entre aqueles que conhecem o funcionamento da bota ortopédica, é bastante comum a associação ao tratamento de fraturas, tendo em vista o extenso auxílio na sustentação do membro afetado.

A indicação para o uso, no entanto, é bastante ampla. Entre os casos que a utilização do acessório é recomendada, estão: dores no calcanhar e nos pés, luxações e entorses e procedimentos pós-operatórios.

Outra possibilidade é o uso em situações de lesão neurológica ou acidente vascular cerebral (AVC). Nesses casos, a bota assume a função de manter a perna em posição correta. Isso porque a tendência é que fiquem caídas ou deformadas.

Outros importantes benefícios atribuídos pelo acessório são: possibilidade de retirada para a higienização do membro e realização de massagens, desnecessidade de utilização de muletas e abertura para a circulação do ar.

Qual a diferença entre bota ortopédica e de gesso?

Para entender melhor para que serve a bota ortopédica, também vale conferir as variações que ela apresenta em relação ao gesso. Nesse sentido, a grande diferença entre os tipos de bota reside na necessidade de imobilização absoluta do membro do paciente.

Em casos de lesões graves, que requerem a imobilidade permanente da região afetada até o fim do tratamento, a recomendação é utilizar o gesso.

Já em casos em que não há essa necessidade, o ortopedista pode recomendar a substituição pela bota ortopédica ou mesmo a sua utilização ao longo de todo o tratamento. Vale lembrar que essa avaliação deve ser feita pelo médico, que verificará na prática qual é a opção mais indicada para a total recuperação do indivíduo.

O questionamento sobre para que serve a bota ortopédica ainda é bastante presente entre os pacientes, que pouco conhecem a alternativa ao uso da bota de gesso. Conhecer seus benefícios, porém, é importante para verificar se sua utilização é viável no caso clínico.

Desse modo, o profissional poderá indicar a melhor opção para o conforto e a qualidade de vida do paciente. Afinal, o acessório é menos incômodo, uma vez que permite a retirada para a higienização, a circulação de ar e maior sustentação do membro.

Gostou do nosso conteúdo? Saiba mais sobre o assunto e confira na vitrine as botas imobilizadoras!

Deixe seu comentário