Início>Profissionais da Saúde>Equipamentos>Oxímetro: entenda o que é, como funciona e precauções de uso

Oxímetro: entenda o que é, como funciona e precauções de uso

Por |2020-01-16T15:40:14-03:0002/08/2018|Equipamentos, Profissionais da Saúde|0 Comentários

Oxímetro é um equipamento que mede a quantidade de sangue que está sendo transportado no corpo. O monitor mostra a porcentagem de hemoglobina arterial. Essa porcentagem se dá entre a capacidade de oxiemoglobina (HbO2), e todas as hemoglobinas (hb) combináveis no sangue (HbO2).     

Quem sofre com doenças respiratórias como DPOC, fibrose pulmonar, embolia pulmonar, câncer de pulmão e insuficiência respiratória, comumente apresentam uma taxa de oxigênio no sangue mais baixa que a normal. Quando ocorre uma queda de oxigenação, o corpo não funciona como deveria e sobrecarrega o cérebro e o coração.

A oximetria de pulso é utilizada diariamente em centros cirúrgicos e salas de recuperação pois é prescrito quando há de períodos de baixa oxigenação sanguínea. Por exemplo, quando a pessoa está se exercitando ou viajando à altas altitudes.

Por não ser um aparelho invasivo é recomendado para os enfermeiros. O monitor exibe dois valores numéricos:

  • A saturação de oxigênio da hemoglobina do sangue arterial
  • A frequência de pulso em batimentos por minuto.

Como funciona o oxímetro

O oxímetro trabalha com sensores ópticos que transformam o espectro de luz em sinais elétricos que são processados por um controlador. Entra em funcionamento através de espectrofotometria que mede pela luz transmitida. Por isso os sensores absorvem a luz que atravessa com o pulso cardíaco. A saturação e nível de oxigênio estão relacionados com a cor do sangue, por isso quanto maior o brilho e cor avermelhada maior será a saturação.

O nível de oxigênio estimado com esse aparelho é conhecido como nível de saturação de oxigênio (O2sat ou SaO2). A SaO2 é a porcentagem de oxigênio que o sangue transporta comparada com o capacidade máxima de transporte. O ideal é que mais de 89% das células vermelhas estejam transportando oxigênio.

Não utilizar o oxímetro junto com equipamento de RM ou TC

  1. Não utilizar o oxímetro numa atmosfera explosiva.
  2. O oxímetro é apenas um complemento na avaliação do paciente.
  3. Verifique se a circulação e integrabilidade da pele do paciente estão em boas condições.
  4. O oxímetro não tem alarmes de SpO2, logo não é utilizado para monitoramento contínuo.
  5. Para usar por um longo período, devido condições da pele do paciente, deve-se trocar o lugar em que irá medir.
  6. As aferições imprecisas podem ser causadas pela esterilização com produtos não indicados.
  7. As aferições de SPO2 (saturação de oxigênio), podem ser afetadas na presença de alta iluminação ambiente, sendo assim, deve-se proteger a área do sensor, com uma toalha por exemplo.

Recomendado usar álcool medicinal para limpar a borracha antes decada teste. E limpe o dedo testado com álcool antes e depois do teste.

Como o oxímetro é um aparelho que mede a oxigenação no sangue, é interessante que seja associado a um aparelho de pressão. Para obter um controle mais completo, uma vez que está ligado a pressão arterial.

 

Deixar Um Comentário