O que é síndrome de burnout? Entenda os sintomas e as causas

| |

Alguma vez o estresse do seu trabalho começou a afetar sua vida pessoal? Ou o seu psicológico? Isso pode estar relacionado a síndrome de burnout. Mas você já se perguntou o que é síndrome de burnout?

Também conhecido como síndrome do esgotamento profissional, esse distúrbio psicológico afeta pessoas que trabalham em condições de grande desgaste. Por isso, essas condições podem impactar diversas áreas da vida de quem desenvolve a doença. 

Após a pandemia, pesquisas mostram que no mundo, o Brasil é o segundo colocado em número de trabalhadores com burnout. Por isso, para entender mais sobre essa síndrome, suas causas e seus principais sintomas, continue lendo este artigo. 

Quais são os principais sintomas da síndrome de burnout?

Os sintomas da síndrome de burnout estão relacionados à exaustão, estresse e esgotamento. Isso acontece pois a doença se desenvolve pela alta cobrança e excesso de trabalho. 

Por se tratar de hábitos tão comuns na rotina da maioria dos trabalhadores da atualidade, estar atento aos sinais deste distúrbio se torna muito importante.

Nesses casos uma pessoa com esse problema apresenta diversos sintomas, tanto psicológicos quanto físicos. Entenda quais são os principais sintomas da síndrome de burnout: 

  • insônia;
  • dificuldade de concentração;
  • cansaço mental e físico excessivos;
  • irritabilidade e agressividade;
  • lapsos de memória;
  • baixa autoestima;
  • desânimo e apatia;
  • negatividade constante;
  • sentimentos de derrota, de fracasso e de insegurança;
  • isolamento social;
  • tristeza excessiva;
  • dores de cabeça com frequência;
  • problemas gastrointestinais;
  • dores musculares;
  • perda de apetite;
  • alteração de batimentos cardíacos;
  • pressão alta.

Em casos como esse, os sintomas surgem de forma leve, mas se agravam com o passar do tempo. Eles podem evoluir até mesmo para depressão severa. Por isso é tão importante ficar atento aos sinais e buscar ajuda profissional.

Além desses sintomas, você já parou pra pensar como essa doença surge? Entenda melhor quais são as causas da síndrome.

O que causa síndrome de burnout?

A síndrome de burnout surge com mais facilidade em ambientes de trabalho em que o profissional está em condições precárias, como:

  • constante pressão;
  • longas jornadas de trabalho;
  • trabalhar de forma excessiva, mesmo após o expediente;
  • não retirar o período de férias como é sugerido pelas instituições trabalhistas;
  • alta competitividade em ambiente de trabalho;
  • grande carga de responsabilidade.

Estudos comprovam que cerca de 40% dos profissionais têm episódios de grande estresse. Isso acontece, por exemplo, quando o funcionário precisa estar sempre provando o seu potencial. A partir disso, ele passa a ter um descaso com o seu próprio bem estar.

Isso acontece porque a pessoa desenvolve uma compulsão e mede sua satisfação pelo reconhecimento profissional. Porém quando esse reconhecimento não chega, ela se frustra, dando lugar aos sintomas de burnout. 

Além disso, o que pode ser a dúvida de muitos é se essa doença tem tratamento. Por esse motivo, falaremos um pouco sobre os tratamentos utilizados para a melhora de pessoas que desenvolvem o problema.

Síndrome de burnout tem tratamento?

Sim, existem formas de tratar a síndrome de burnout. Normalmente o tratamento da doença é feito através da psicoterapia, com profissionais capacitados. 

Apesar disso, em alguns casos o uso de medicamentos, como antidepressivos e ansiolíticos, é necessário. Porém, vale ressaltar que todos os remédios devem ser receitados.

No entanto, existem alguns hábitos que a pessoa com burnout pode mudar em sua rotina para melhorar sua qualidade de vida e consequentemente os sintomas. São eles:

  • mudança de condições de trabalho;
  • prática de exercícios físicos regularmente;
  • atividades de lazer;
  • se afastar do trabalho por um tempo, seja por licença médica ou férias.

Sendo assim, essas são algumas formas simples de recuperar a saúde mental e física de quem está passando ou já passou por esse problema. Apesar disso, vale lembrar que buscar ajuda profissional é indispensável nesses casos. 

A partir disso, entendemos quais são os meios usados para tratar a síndrome de burnout, mas você já pensou como prevenir problemas como esse?

Como prevenir a síndrome de burnout?

Inserir condutas saudáveis na nossa rotina pode nos ajudar a evitar o aparecimento da doença. Por isso, existem algumas estratégias de prevenção que o trabalhador pode adotar no seu dia a dia, como:

  • crie objetivos reais e alcançáveis para vida profissional e pessoal;
  • tenha momentos de lazer;
  • após o expediente, se desligue da sua rotina diária;
  • evite pessoas com comportamento tóxico;
  • mantenha o diálogo com pessoas de confiança;
  • faça algum tipo de atividade física regularmente;
  • evite consumo de entorpecentes (como álcool, tabaco e drogas ilícitas);
  • não faça uso de remédios sem prescrição médica.

Portanto, entendemos que manter hábitos saudáveis no seu dia a dia te ajuda a estar bem para lidar com possíveis conflitos do cotidiano. Dessa forma sua saúde física e mental se mantêm preservadas.

Sendo assim, hoje entendemos melhor o que é a síndrome de burnout, além de seus sintomas e causas. Por isso, se você gosta de conteúdos como este, visite o blog da Maconequi. Aqui temos muitos artigos sobre saúde e bem-estar te esperando!

Anterior

Qual é o método contraceptivo mais eficaz? 

Como saber se estou com depressão? Faça o teste aqui!

Próximo

Deixe um comentário