O que é melasma? Entenda mais sobre esse problema de pele

| |

O melasma é um verdadeiro pesadelo para muitas mulheres, principalmente durante a gestação. As manchas de coloração amarronzada, que não têm uma causa definida, mexem com a autoestima de quem deseja ter uma pele uniforme e iluminada. Mas será que você sabe o que é melasma?

Confira tudo sobre o assunto neste nosso novo conteúdo.  Boa leitura!

O que é melasma

O melasma é um distúrbio de pigmentação caracterizado pelo surgimento de manchas amarronzadas na pele. Elas são mais comuns nas bochechas, na testa e no buço, mas também podem surgir em outras áreas como o colo e os braços. 

O problema afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens. 

Causas do melasma

Não há uma causa definida para o melasma, mas muitas vezes seu aparecimento está relacionado ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição à luz visível e à luz ultravioleta, que estimula as células que produzem a melanina (pigmento que dá cor à pele). 

Tipos de melasma 

Existem três tipos de melasma: 

  1. Epidérmico: quando há depósito exacerbado de pigmento na epiderme (camada mais superficial da pele); 
  2. Dérmico: caracterizado pelo depósito de melanina ao redor dos vasos superficiais e profundos; 
  3. Misto: quando há excesso de pigmentação na epiderme, na derme e em outras regiões.

O melasma na gestação

Apesar de também acometer homens, o melasma aparece com mais frequência nas mulheres, que representam 90% dos casos, atingindo com mais frequência as gestantes.

Isso se dá devido às alterações hormonais que ocorrem durante a gravidez. É normal que a linha do meio da barriga e as axilas fiquem mais escuras e também os sinais e manchas na pele na que a mulher já possui. 

Por isso é importante não descuidar da proteção solar e cuidar do melasma com os dermocosméticos corretos, já que, durante a gravidez, alguns produtos são contraindicados, como a cânfora.

Tratamento e prevenção do melasma 

O dermatologista é o profissional mais indicado para diagnosticar e tratar o melasma. 

Os tratamentos variam, mas sempre compreendem orientações de proteção contra raios ultravioleta e à luz visível, que deve ser redobrada quando se inicia o tratamento. As pessoas que sofrem de melasma devem aplicar um filtro solar potente, físico e químico, que tenha proteção contra os raios ultravioleta A (UVA) e ultravioleta B (UVB) e com FPS alto nas regiões afetadas.

Já para ajudar na remoção das manchas, os produtos mais usados são à base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico e ácido azeláico. Os resultados demoram cerca de dois meses para começarem a aparecer, porém nem sempre funcionam com todos os pacientes. 

Outros ativos muito utilizados para o tratamento do melasma são: arbutin, ácido kójico, ácido fítico, ácido tranexâmico e ácido dióico. E, em determinados casos, os peelings e aplicações de luzes ou lasers também podem ser indicados. 

Já quanto à prevenção, a melhor é a proteção solar. As medidas de proteção devem ser realizadas diariamente, mesmo que o dia esteja nublado ou chuvoso. As pessoas com melasma devem também utilizar roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda-sóis. Toda e qualquer medida que ajude a proteger a pele da exposição solar deve ser estimulada. 

Bem, agora que você já sabe o que é melasma, confira outros artigos aqui no nosso blog, como o Melasma e melanoma: qual é a diferença entre elas?

Temos sempre ótimas dicas e informações sobre saúde e bem-estar. 

 

Anterior

Albinismo: saiba o que é, tipos, sintomas e cuidados

O que é psoríase? Descubra agora mais sobre essa doença

Próximo

Deixe um comentário