Início>Cuidados com a saúde>Prevenção>Como escolher o melhor inalador infantil para o seu bebê

Como escolher o melhor inalador infantil para o seu bebê

Por |2020-03-24T15:51:07-03:0005/07/2019|Prevenção|0 Comentários

Se você tem um bebê em casa, não pode deixar de ter um inalador, ainda mais nos meses de baixas temperaturas, quando é comum o agravamento dos problemas respiratórios. Ele pode ser seu grande aliado na hora dos cuidados com a saúde do bebê: ajuda no tratamento da temida bronquiolite, descongestiona as vias respiratórias no caso de gripe e alivia a tosse e as trata as crises de sinusite

Porém, existem vários modelos e marcas no mercado, só no site da Maconequi são cerca de 40 produtos diferentes! Por isso, é normal que os pais fiquem perdidos na hora de adquirir o melhor inalador infantil para o seu bebê

Mas para te ajudar na hora da escolha, selecionamos algumas dicas fundamentais para que você consiga escolher o aparelho ideal para o seu pequeno. Afinal, ninguém quer ter prejuízo comprando um inalador que não atenda às necessidades do bebê. Confira!

Tipos de inaladores

O primeiro item que se deve levar em consideração é o tipo de inalador. São dois tipos principais: 

  1. Inalador de ar comprimido (pneumático ou mecânico).
  2. Inalador ultrassônico.

Cada um tem suas vantagens e desvantagens, conforme já falamos no texto Qual o melhor inalador, ultrassônico ou ar comprimido?, mas a resposta final vai depender do tipo de problema respiratório que será tratado com o uso da inalação. 

Se o seu filho sofre de bronquite ou crises de asma, ele certamente fará uso de medicamentos corticoides com bastante frequência e por isso a escolha mais adequada é o aparelho de ar comprimido. O inalador ultrassônico não é recomendado para essa classe de medicamentos, que perdem muito de sua eficácia quando usados nesse tipo de aparelho.

No entanto, se o aparelho de inalação será usado para o tratamento de doenças ocasionais, onde geralmente é receitado o uso de broncodilatadores ou simplesmente o uso de soro fisiológico, você pode adquirir sem problema algum um inalador ultrassônico, e assim, desfrutar do seu silêncio e tecnologia.

Por isso, é muito importante que você converse com o médico pediatra antes de fazer a compra do seu inalador.

Outros itens que devem ser levados em consideração na hora da compra

Depois de decidir qual tipo de inalador comprar, é hora de se atentar para outros detalhes que vão fazer uma enorme diferença no dia a dia com o seu bebê. São eles:

Máscara flexível

Todos os inaladores vêm com uma máscara, alguns até mesmo com duas, em tamanhos diferentes, e é fundamental analisar a sua qualidade. Elas devem ser fabricadas de material flexível, como por exemplo o silicone, que não machuque ou seja desconfortável para o bebê.

Mangueira

Existem nos mercado alguns aparelhos de inalação que não possuem mangueiras e esses não são uma boa opção. A mangueira facilita muito na hora da inalação, pois permite que o bebê se movimente. Por isso, dê preferência a mangueiras fortes e flexíveis, que não se soltam facilmente do aparelho.

Reservatório de soro

Prefira os inaladores que possuem copinhos descartáveis para soro e remédio ou que sejam fáceis de higienizar. Assim, você evita a proliferação de fungos e bactérias. Caso queira saber mais sobre a limpeza do seu nebulizador, veja aqui como limpar a máscara e o copo da maneira correta.

kit de nebulização turbo infantil medicate | mangueira | máscara flexível | copo dosador | melhor inalador infantil

Kit Nebulização Infantil

Barulho

Infelizmente, se você tiver que optar pelo inalador de ar comprimido, não terá como se livrar do barulho. Porém se você poder escolher entre ele e o ultrassônico, fique com o segundo.

O inalador ultrassônico é extremamente silencioso, e dificilmente irá acordar o bebê ou mesmo assustá-lo. Um bom exemplo desse tipo de inalador é o Respiramax, que além de silencioso possibilita fazer a inalação deitado.

Respiramax | Melhor Inalador Infantil

Inalador Ultrassônico Respiramax

Praticidade

Outro ponto importante que precisa ser analisado para comprar o melhor inalador infantil é a praticidade do aparelho. Ele deve ser leve, fácil de carregar em casos de viagens ou passeios e de um tamanho que caiba em qualquer cantinho do armário ou do quarto do bebê.

Neste sentido, é interessante conferir nossos modelos compactos e portáteis, fáceis de transportar e guardar, como o Inalador Nebulizador Ultra Compacto NEC803 Omron, e o Nebulizador Minisonic Soniclear que possui, inclusive, adaptador para carros.

Aparência

Existem alguns inaladores que são feitos especialmente para bebês e crianças e possuem um design atrativo e seguro para os pequenos. Então, pode ser interessante escolher um desses aparelhos. Como exemplo podemos citar os modelos da Bambini Sanvita em forma de macaquinho ou o Nebdog G-Tech em forma de cachorro. Modelos que além de serem uma graça, são extremamente práticos.

Por fim, observe a garantia do produto, oferecida pelo vendedor e pelo fabricante em caso de defeitos. Bem como a existência de registro na ANVISA e selo do INMETRO atestando a qualidade e segurança do equipamento. 

Como prevenir doenças respiratórias na infância?

Até aqui ensinamos como escolher o melhor inalador infantil para o seu bebê, mas não seria ótimo se antes de precisar fazer o uso dos inaladores, você soubesse exatamente como prevenir certas doenças respiratórias?

Para combater uma doença, nada melhor do que conhecê-la. Pensando nisso, listamos os principais problemas respiratórios que acometem os pequenos. Continue a leitura e descubra como preveni-los!

Viroses — gripe e resfriado

Essas doenças causam sintomas semelhantes, porém com intensidades diferentes. A gripe é causada pelo vírus Influenza e tende a se manifestar de maneira intensa. Já o resfriado é uma infecção respiratória mais branda, normalmente associada aos rinovírus.

Os sintomas dessas viroses incluem:

  • coriza;
  • congestão nasal;
  • tosse;
  • irritação na garganta;
  • dor de cabeça;
  • febre.

Como prevenir

Os vírus respiratórios se espalham pelo ar. Uma boa maneira de evitar essas doenças respiratórias em crianças é adotar boas práticas de higiene. Veja algumas dicas:

  • não compartilhar objetos pessoais, como copos e talheres;
  • lavar as mãos frequentemente;
  • se estiver doente, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar;
  • evitar aglomerações.

Além dessas medidas, a gripe também pode ser prevenida por meio da vacinação. Anualmente, a vacina é disponibilizada nos meses que antecedem o inverno e é recomendada para crianças a partir de 6 meses.

Pneumonia

Essa doença inflamatória dos pulmões pode ter diferentes causas. A pneumonia bacteriana é a mais comum e, em geral, se estabelece após uma virose respiratória. As pneumonias virais são desencadeadas pelos mesmos agentes causadores da gripe ou outros vírus e tendem a ser mais leves do que as infecções por bactérias.

Os principais sintomas da doença incluem:

  • respiração acelerada;
  • febre alta;
  • tosse produtiva;
  • perda de apetite;
  • falta de ar;
  • mal-estar generalizado.

Como prevenir

As dicas de prevenção contra as viroses respiratórias também são eficazes para evitar a pneumonia. Além disso, há outras medidas que contribuem para preservar a saúde dos pulmões, incluindo:

  • evitar o contato com substâncias que irritam as vias aéreas, como fumaça de cigarro;
  • manter a casa limpa e arejada;
  • vacinas HIB (Haemophilus influenzae tipo B) e pneumocócica.

Amigdalite

As amígdalas são a principal forma de defesa contra agentes nocivos que entram pela boca. Dessa forma, elas se tornam vulneráveis ao ataque de vírus ou bactérias. Quando isso acontece, elas ficam inchadas e doloridas.

Conheça outros sintomas dessa doença:

  • placas brancas ou amarelas nas amígdalas;
  • dor para engolir;
  • febre;
  • mau hálito;
  • dor de cabeça.

Como prevenir

As medidas de higiene que ajudam a prevenir as viroses respiratórias também contribuem para evitar a amigdalite. Quando uma criança sofre com infecções recorrentes, o médico pode orientar a remoção cirúrgica das amígdalas.

Asma

Essa doença crônica não infecciosa é caracterizada por uma hipersensibilidade dos pulmões, que reagem excessivamente à irritação. Os sintomas se manifestam em episódios e podem durar de minutos a dias. Dependendo da intensidade, os ataques podem ser perigosos, uma vez que a respiração fica prejudicada.

Os sinais mais característicos da asma são:

  • tosse intensa (seca ou produtiva);
  • chiado no peito;
  • respiração ofegante;
  • dor no peito.

Como prevenir

A asma não pode ser prevenida, uma vez que as causas da inflamação não são aparentes. Entretanto, é possível adotar algumas medidas para controlar as crises:

  • evitar exposição aos agentes que sabidamente desencadeiam respostas alérgicas;
  • seguir um tratamento que não seja limitado aos períodos de crise;
  • caprichar na limpeza da casa;
  • evitar exposição a substâncias que irritam as vias aéreas e cheiros fortes;
  • praticar exercícios sob supervisão.

Em geral, as doenças respiratórias na infância têm um mesmo padrão de apresentação, começando com sintomas leves que podem evoluir para complicações sérias se não houver o tratamento adequado. Por isso, o pediatra deve ser consultado tão logo os sinais se manifestem.

Somente um profissional pode avaliar se repouso e hidratação são suficientes ou se algum medicamento deve ser prescrito.

Compre seu inalador de forma fácil e segura

Se você está lendo esta matéria para escolher o melhor inalador infantil para o seu bebê, aproveite e compre agora na Maconequi, a maior e melhor loja online de produtos para saúde do país. Aqui você compra com a segurança e a tradição de quem trabalha há 42 anos vendendo produtos de alta qualidade.

Conheça os diversos modelos de inaladores/nebulizadores disponíveis em nosso site e faça sua escolha de forma segura e tranquila. Entregamos para todo o Brasil!

Deixar Um Comentário