Início>Cuidados com a saúde>Produtos para Saúde>Meia para amputação: cuidados gerais e modo de uso

Meia para amputação: cuidados gerais e modo de uso

Por |2019-12-23T11:53:30-03:0003/09/2018|Produtos para Saúde|0 Comentários
  • As meias de amputação promovem a combinação entre conforto e estabilidade biomecânica;
  • Alivia dores imediatamente;
  • Elimina a pressão e atrito, hidrata e protege a pele pois possui óleo mineral contido no gel;
  • É confortável e macia.

Como medir o coto:

Com o auxílio de uma fita métrica e ou trena meça do comprimento do coto até o joelho.

  • P – até 30cm
  • M – De 30 a 35cm
  • G – 35 a 40 cm.

Material da meia para amputação

As meias são confeccionadas com tecido de alta qualidade, 3 camadas de gel, gel polímero e óleo mineral (USP) – Algodão 80%, Poliamida 19%, Outras Fibras 1%. Contudo, os modelos de meias são feitas de maneira que ofereça conforto e durabilidade para cotos com hipersensibilidade e atrofiados com grande diminuição de massa ou protuberância.

Quando colocar a meia para amputação?

Só deve ser utilizada após total cicatrização. Para que o membro amputado encaixe bem na prótese.

Como colocar?

É necessário que a meia para amputação esteja do lado avesso até a metade. Com o auxílio de outra pessoa, coloque a meia na metade do membro amputado e depois vista por completo e encaixe a prótese.

Como proteger o coto após amputação:

Após amputação, a proteção do membro deve ser realizada com uma atadura elástica ou meias de compressão adequadas. Por isso, ao enfaixar siga o passo a passo:

  •    Coloque a faixa, começando pelo local mais distante do coto e termine em cima do coto;
  •    Passe a faixa como se estivesse desenhando um 8
  •    Não aperte muito para não prejudicar a circulação do sangue. Mas também, não deixe muito largo, assim não haverá resultado.

As ataduras são grandes aliadas para a diminuição de inchaço, devendo ser ajustadas sempre que estiverem frouxas. Uma ótima solução é o uso da meia de compressão para amputado que além de mais confortável é prática.

É importante a higienização da atadura, devendo ser lavada à mão com água morna e sabão neutro. Suspendendo o uso de produto químico, torcer ou secar na máquina.

Higiene do coto após amputação:

Após a amputação é necessário que a higienização seja feita diariamente:

  1. Lavar o coto: Lave com água morna e sabão neutro pelo menos 1 vez ao dia;
  2. Secar o coto: Seque com toalha macia, e tome cuidado com a cicatriz;
  3. Fazer massagem em torno do coto: Aplique cremes hidratantes, e massageie em toda área. Assim, previne a descamação e melhora a circulação e a flexibilidade da pele.
  4. Se existir grande hipersensibilidade ao suor: É necessário lavar  o coto várias vezes ao dia.

OBS.: Seja cuidadoso com o membro amputado, não utilize água quente. Não faça uso de produtos químicos, nem mesmo álcool, pois além de ressecar a pele, atrasa a cicatrização e causa feridas na pele.

Cuidados gerais com o coto amputado:

Além de todos os cuidados gerais, o amputado deve:

  •         Deixar o coto em posição funcional sempre, para que a mobilidade seja mantida, como fazia quando tinha o membro completo;
  •         Exercitar o coto. Pequenos movimentos várias vezes ao dia, geram uma boa circulação;
  •         Mudar a posição do corpo, para evitar contratura;
  •         Não deixar o coto pendurado fora da cama, cruzado sob as pernas, nem colocar objetos pesados sob o coto;
  •         Tomar banhos de sol pois receber vitamina D e fortalece o osso e a pele do coto;
  •         Evitar pancadas e ferimentos para não prejudicar a cicatrização do coto.

Deixar Um Comentário