Lipoaspiração: quais são os cuidados no pós-operatório?

| |

Os cuidados no pós-operatório de uma lipoaspiração podem iniciar no terceiro dia após o procedimento, com a realização de drenagem linfática manual e adoção de exercícios respiratórios.

Para as pessoas que trabalham sem a necessidade de maior esforço físico, a volta pode ser depois de 15 dias do procedimento cirúrgico.

No entanto, alguns incômodos podem acontecer após a lipoaspiração, sendo a dor o principal deles. Para que você saiba como amenizar esses problemas no pós-operatório, listamos algumas dicas nesse artigo, portanto, leia-o com atenção.

Como diminuir a dor no pós-operatório da lipoaspiração?

A dor que o paciente sente no pós-operatório da lipoaspiração, é proveniente do forte estímulo causado pelas cânulas de sucção durante a cirurgia. Para a redução da dor, são prescritos pelo médico, analgésico e repouso, pelo menos durante a primeira semana.

Como foi dito no início do artigo, a drenagem linfática manual desempenha um importante papel na recuperação do paciente, porém devem ser respeitadas as seguintes orientações:

  • A partir do 3º dia pode ser feita a massagem nas áreas não tratadas;
  • Depois de 5 ou 7 dias já pode ser realizada na região lipoaspirada.

Além de sua eficácia para o alívio da dor, a drenagem linfática manual promove a diminuição do inchaço e remoção das manchas roxas.

Como cuidar das manchas roxas e da cicatriz da lipoaspiração

Que a ingestão de água é altamente recomendada para o bem da saúde como um todo, você já sabe. Mas, quanto a importância dela para o pós-operatório da lipoaspiração?

Além de promover maior hidratação, o alto consumo de água aumenta a produção de urina, que por sua vez remove o excesso de toxinas.

Outras boas opções para auxiliar na redução dessas manchas roxas são a endermologia e o ultrassom de 3Mhz, que prometem melhorar o fluxo sanguíneo.

Quanto à cicatrização, o paciente deve estar muito atento, principalmente nos primeiros 3 dias, observando se os pontos estão secos e se há a formação de uma ‘casquinha’.

Se alguma alteração for percebida, o médico deve ser procurado para avaliar a necessidade ou não da troca do curativo.

O paciente pode, em casa, caso a cicatriz esteja seca, fazer uma massagem suave, dispondo de produtos com propriedades cicatrizantes.

Se a pele estiver com a sensibilidade alterada, é aconselhável usar um pedaço de algodão e passar várias vezes no local para que essa sensação seja normalizada.

Existe uma dieta diferenciada para o pós-operatório de lipoaspiração?

O recomendável durante o pós-operatório de lipoaspiração é que a alimentação seja leve, dando preferência à:

  • Caldos e sopas;
  • Saladas, frutas, legumes e verduras;
  • Carnes magras grelhadas;
  • Clara de ovo, que ajuda a reduzir inchaço e facilita o processo de cicatrização;
  • Alto consumo de água para ajudar a drenar o excesso de líquido no corpo.

Orientações importantes

Por ser o tipo mais comum, serão enfatizadas aqui orientações para o pós-operatório de lipoaspiração do abdômen:

  • Fazer uso de cinta elástica durante 2 dias, sem tirar;
  • Ao final de 48h, tirar a cinta para realizar a higiene pessoal e voltar a coloca-la, usando-a por pelo menos 15 dias;
  • Evitar esforços físicos;
  • Não pressionar o local aspirado na hora de deitar;
  • Movimentar as pernas constantemente para evitar o risco de trombose.

​Vale ressaltar a importância de seguir as prescrições médicas para o alívio da dor. É aconselhável ainda que a fisioterapia dermato funcional seja iniciada 3 dias após a cirurgia.

Para que seja definido o tempo do tratamento, o profissional deve avaliar as necessidades de cada paciente, bem como a técnica utilizada, podendo variar entre 10 e 20 sessões.

O uso do massageador elétrico é recomendado?

Embora a gordura só possa ser eliminada por meio de lipoaspiração e exercícios físicos, o uso do massageador elétrico pode até trazer bons resultados.

Como a diminuição de medidas, que acontece devido a eliminação do inchaço de determinadas partes do corpo. Auxiliando ainda na drenagem linfática, assim como na redução de toxinas e retenção de líquidos.

Portanto, para que os resultados sejam realmente satisfatórios, o ideal é associar o uso do massageador elétrico à prática de atividades físicas e dieta equilibrada.

Conclusão

Recapitulando, o sucesso no pós-operatório de lipoaspiração está diretamente ligado aos cuidados adotados pelo paciente, ou seja, seguindo as recomendações médicas corretamente, como:

  • tomar os remédios prescritos para o alívio da dor;
  • fazendo repouso pelo tempo determinado;
  • usando a cinta modeladora conforme indicado;
  • fazendo drenagem linfática e exercícios posturais.

A utilização da cinta modeladora no pós-operatório é o que vai garantir que a cicatrização fique perfeita, sendo mais importante até que o próprio procedimento cirúrgico.

Mesmo que muitas pessoas tenham a falsa ideia que, quanto mais apertada a cinta estiver, melhores os resultados, essa atitude pode contribuir para o aumento da dor e dos edemas.

Você pode encontrar, acessando o site da Maconequi, cintas, massageadores e demais produtos que vão te ajudar a ter um pós-operatório melhor. Não deixe de conferir!

Anterior

Como usar máscara de proteção respiratória em tempos de Covid-19

Como evitar acne: confira dicas de cuidados para a sua pele!

Próximo

Deixe um comentário