Início>Profissionais da Saúde>Equipamentos>Conheça os principais itens que compõem um kit de fisioterapia

Conheça os principais itens que compõem um kit de fisioterapia

Por |2020-02-03T11:30:03-03:0004/06/2019|Equipamentos, Profissionais da Saúde|0 Comentários

Você, profissional ou estudante de Fisioterapia, sabe a importância de ter um bom kit de fisioterapia, que atenda às principais necessidades dos pacientes? Por isso, saber como montar o próprio kit é essencial para facilitar o diagnóstico e o tratamento de algumas condições.

Neste texto, vamos explicar quais são os principais itens de fisioterapia e as funções de cada um deles. Confira!

Qual a importância de um kit de fisioterapia?

Ninguém gosta de vivenciar um imprevisto, não é mesmo? No entanto, sempre pode acontecer algo inesperado. Por isso, estar preparado para essas situações é essencial. Um kit de fisioterapia pode ser muito útil para quem é da área da saúde.

Através do uso de alguns itens, é possível, por exemplo:

  • avaliar a amplitude de movimentos articulares;
  • tratar inflamações;
  • identificar as condições de resposta neurológica;

Aqueles que trabalham na área da saúde sabem da importância de estarem preparados para atenderem os pacientes da melhor maneira possível. Por isso, vamos falar, a seguir, a respeito de alguns itens que devem estar presentes em um kit de fisioterapia.

Ultrassom

O ultrassom é utilizado de diferentes formas na fisioterapia, podendo tratar inflamações das articulações ou dores na região lombar. Ele atua estimulando a região inflamada, diminuindo a dor, os espasmos musculares e o inchaço.

No ultrassom contínuo, as ondas são emitidas ininterruptamente e produzem efeitos térmicos. Dessa forma, algumas características das células são alteradas, auxiliando na cicatrização da região inflamada. Ele é indicado para o tratamento de lesões crônicas.

Já o ultrassom pulsátil, emite as ondas de forma interrompida, não produzindo muitos efeitos térmicos. No entanto, ele também estimula a cicatrização e é mais indicado para tratar lesões agudas.

Estetoscópio

O estetoscópio transmite ondas sonoras. Dessa forma, com ele é possível escutar os batimentos cardíacos e sons produzidos no interior do corpo. O aparelho é responsável por amplificar o som, que segue pelos tubos de condução até chegar ao ouvido de quem o utiliza.

Martelo de Reflexo

Existem três tipos de Martelo de Reflexo. São eles:

  • o Martelo Buck, que tem duas extremidades de material sintético;
  • o de Taylor, que tem cabeça triangular;
  • e o de Babisnki, que tem o formato circular.

Todos eles servem para obter uma resposta do organismo para identificar possíveis doenças neurológicas ou problemas de nervos e terminações nervosas. Esse teste é simples, rápido e indolor.

Os três são utilizados como estímulos na patela do paciente, que caso não se movimente como deveria, pode indicar a existência de algum problema.

Goniômetro

O goniômetro tem a função de medir a amplitude de movimento de cada articulação do corpo. Os valores obtidos podem sinalizar a incidência de problemas e quantificar as limitações dos ângulos articulares.

Os aparelhos utilizados para tratamentos e identificação de condições em diferentes partes do corpo são muitos. Para montar um kit de fisioterapia com eles, é preciso ter conhecimento e estudo sobre as opções que existem e como trabalhar com elas.

Gostou de saber mais sobre os principais itens que compõem um kit de fisioterapia? Então, entre em nosso site e veja mais produtos para a saúde!

Deixar Um Comentário