Início>Cuidados com a saúde, Prevenção, Qualidade de Vida>Saúde mental: qual a importância e quais cuidados tomar no dia a dia

Saúde mental: qual a importância e quais cuidados tomar no dia a dia

Você sabia que cerca de 322 milhões de pessoas sofrem com depressão no mundo todo? Isso é o equivalente a aproximadamente 5% da população mundial, com o número aumentando ano após ano. Esse fato mostra a importância de investirmos em nossa saúde mental.

Atualmente, a saúde emocional e mental não é tão valorizada como a saúde física. Basta perceber como os problemas emocionais e mentais, como a depressão, a dependência química e qualquer outra condição psicossomática, são negligenciados nos estudos médicos e na sociedade, enquanto males físicos são prontamente tratados.

É claro que não se trata de uma disputa entre ambos, já que os dois aspectos são essenciais para uma vida saudável. Por isso, confira abaixo qual a importância da saúde mental e como cuidar dela!

Qual a importância de cuidar da saúde mental?

Uma das grandes questões do Século XXI é o reconhecimento da saúde mental como um elemento de importância dentro do nosso bem-estar. No Século XX e anteriores, muitas das questões de origem mental ou emocional eram tratadas como “frescura” ou algo que não era digno de importância.

No entanto, com o passar do tempo, a saúde mental começou a ganhar importância, muito por causa do impacto sentido no dia a dia, especialmente agora que a rotina diária que vivemos ressalta mais essa questão.

Um exemplo disso é o aumento no número de pessoas com depressão. Não é só que a sociedade moderna é um lugar fértil para esse tipo de problemas, mas também porque o que antes era afastado como “bobagem” agora é levado a sério.

Para se ter uma noção, uma das partes mais importantes da saúde mental é como ela acaba se manifestando fisicamente quando não é cuidada. Existem várias doenças físicas que podem ter origens emocionais ou mentais.

Um dos principais estudos sobre o assunto mostrou que as pessoas que tinham esquizofrenia ou depressão tinham menos longevidade na vida do que pessoas sem esses problemas. Por exemplo, as pessoas com esquizofrenia tinham maior chance de morrer de uma doença cardíaca do que pessoas que não tinham essa questão.

Outro exemplo é a dependência química. Para muitos psicólogos, ela pode ter uma raiz mental muito intensa. Talvez um trauma ou algo do tipo, embora dependa muito de cada caso, obviamente.

Por isso, não é incomum ver uma pessoa que tenha uma saúde mental fragilizada acabar parando em uma clínica para dependentes químicos. A própria dependência é uma questão mental séria e, portanto, é tratada assim nos melhores estabelecimentos.

Como cuidar da sua saúde mental?

Se você se convenceu da importância de cuidar da saúde emocional, deve estar se perguntando como cuidar desse aspecto da sua vida. Confira abaixo algumas dicas que vão ajudar nisso!

1. Saia das redes sociais

O Brasil é um dos países do mundo que mais passa tempo nas redes sociais. Na verdade, nós somos o segundo país do mundo que mais usa essas plataformas. Coincidentemente, somos um dos países com maior nível de doenças emocionais e deterioração da saúde mental.

As redes sociais, por mais úteis que sejam para o marketing e para encontrar os amigos, costumam ser criadores de ansiedade muito intensos. Na prática, isso significa que é comum ficar com a saúde mental danificada conforme passamos muito tempo por lá.

Portanto, o ideal é tentar passar menos tempo nas redes sociais. Você pode começar definindo um horário específico para entrar nelas. Por exemplo, das 19h até às 20h. Depois, não entre mais. Esse período separado do seu dia ajudará a diminuir o interesse nas redes até você não precisar mais delas.

2. Faça meditação

A mediação é uma excelente técnica que nos ajuda a lidar com a saúde mental. Isso porque as principais condições mentais, a depressão e a ansiedade, são justamente elementos que atrapalham a nossa percepção de tempo. Você já deve ter visto na Internet frases como a que diz que a depressão é viver no passado, enquanto a ansiedade é viver no futuro. A meditação, no entanto, ajuda a viver no presente e colocar os pensamentos em ordem.

3. Pratique exercícios físicos

Pode parecer estranho à primeira vista, mas exercícios físicos são muito benéficos para a saúde mental. Isso porque a prática desportiva ajuda a soltar estresse, focar a respiração e soltar os problemas e frustrações da cabeça.

De acordo com a OMS, o ideal é realizar pelo menos 250 minutos de exercícios físicos por semana. Isso significa que você pode praticar mais ou menos 1 hora e meia de exercícios 3 dias por semana. Já é o suficiente para ganhos físicos e mentais.

4. Faça terapia

A terapia comportamental, aquela feita com um terapeuta especializado no assunto e que permite examinar nossos comportamentos, traumas e até mesmo linguagem. Isso ajuda muito a desconstruir e ressignificar traumas e outras questões mentais que prejudicam a nossa saúde nesse aspecto.

E aí, aprendeu como cuidar da própria saúde mental? Lembre-se de manter uma rotina de cuidados nessa área para poder completar uma saúde total, tanto física, quanto emocional.

Gostou do texto? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o conteúdo!

Deixar Um Comentário