II CONLAAH simplifica o jeito de aprender da anatomia no ensino remoto

| | ,

O evento gratuito vai acontecer nos dias 16, 17, 23 e 24 de julho, através do Youtube. Para participar os interessados precisam se inscrever no site do Congresso. Em 2020, o CONLAAH contou com a inscrição de mais de 5000 estudantes.

 

Seja aluno de Nutrição, Educação Física ou Medicina. A anatomia, ciência que estuda o corpo humano, é uma das matérias comuns entre todos os cursos de saúde, ou seja, não tem como fugir dela!

O que preocupa os universitários é que, segundo o estudo realizado por pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz, a disciplina concentra um dos maiores níveis de reprovação e evasão nos cursos das ciências biológicas. 

Uma das maneiras de amenizar a estatística de reprovados é inovar as formas de ensino da Anatomia. O II Congresso Nacional de Ligas Acadêmicas de Anatomia Humana (CONLAAH), é um evento focado em facilitar o aprendizado da disciplina, pelos universitários em saúde, de todo o Brasil.

O CONLAAH vai acontecer nas datas 16, 17, 23 e 24 de julho, durante o dia todo. De acordo com a fundadora presidente do Congresso e aluna de Educação Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Joana Terscia Soares Fonseca (23), a lista de palestrantes promete. 

Pretendemos repetir somente um palestrante, porque o conteúdo dele carece de profissionais, mas agora em 2021, além dos brasileiros, teremos também os convidados internacionais. Conseguimos um palestrante dos Estados Unidos, Espanha, Portugal e ainda estou tratando com um do Chile e México”, comentou a fundadora.

Joana admite que um dos objetivos do CONLAAH é ser um congresso com tradução simultânea, que atinja primeiro todos os estados do Brasil, e em breve alguns outros países. 

“Não vou negar que desenvolver o evento é trabalhoso sim!”

A segunda edição do Congresso Nacional de Ligas Acadêmicas de Anatomia Humana (II CONLAAH) vai reunir 31 ligas, sendo 13 fundadoras e 18 convidadas. Para quem acredita que a missão é fácil, a presidente Joana avisa, de bom humor, que tem dias que a universitária deixa de dormir.   

Bebo muito café, antes eu já bebia, agora mais ainda”, desabafou rindo. Joana Soares conta que, para a programação de 2021, são mais de 100 horas de conteúdo divididos entre:  mesas redondas, minicursos, apresentação de trabalhos e palestras. Os congressistas poderão emitir certificados de participação. 

A presidente fundadora admite não fazer nada sozinha. Joana compartilha a responsabilidade com outras Ligas e colaboradores, que também acreditam no projeto.  A Liga de Anatomia do Maranhão, do Amazonas, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do sul são algumas delas.

 

II CONLAAH Ligas Participantes

Por que existe a preocupação em oferecer uma nova maneira de estudar anatomia?

De acordo com a professora de Anatomia Humana da Universidade Federal do Pampa e docente presidente do II CONLAAH, Ana Lupe Motta Studzinski (41), a preocupação é consequência da necessidade de adaptação aos ensinos remotos. 

A Anatomia Humana foi bastante prejudicado dentro do ensino a distância. Os alunos tinham metade da carga horária em aula prática, no laboratório. Devido a pandemia, nós perdemos isso”, destaca Ana Lupe.

 A professora explica que além do próprio congresso, o uso de aplicativos 3D, de modelos anatômicos e flashcards são algumas alternativas encontradas para suprir a necessidade de aprendizagem do estudante em casa.

Sabemos que cada aluno tem a sua maneira de aprender. Existem estudantes com memórias mais visuais, outras mais auditivas. Então o professor precisa explorar novas estratégias de ensino para facilitar a construção do conhecimento, com ou sem laboratório“, completa a educadora. 

Ana Lupe acredita que o CONLAAH, além de retomar conteúdos importantes, também proporciona a aplicação da anatomia dentro de outras disciplinas como cardiologia e neurologia. Para a professora, é esse panorama geral, explorado pelo Congresso, que facilita a compreensão da disciplina pelo aluno.   

A partir das palestras o participante vai absorver o conteúdo, com as mesas redondas e os minicursos o inscrito vai ter ali a prática, aprendendo as técnicas novas, e a apresentação de trabalho seria o resultado final, equivalente ao ‘aluno fazendo uma prova’, por exemplo”, complementa a discente presidente, Joana Soares. 

Como fazer parte da liga acadêmica de anatomia da UFRJ faz de Joana uma profissional melhor?

  • Delegar funções 

Sem pensar duas vezes, a acadêmica de educação física acrescenta o “delegar atividades” na lista dos ganhos em participar da comissão organizadora do CONLAAH. 

Joana conta que, pessoalmente, ela já é alguém perfeccionista e compromissada, assumir a presidência do Congresso ajudou a estudante lapidar essas habilidades.

  • Relacionamento em grupo

Melhorar o espírito em equipe entrou como o segundo benefício na lista feita por Joana. A presidente admite preferir trabalhar de maneira solo, na maioria das vezes. 

No entanto, a jovem reconhece que produzir o CONLAAH melhorou a sua perspectiva de coletividade. “Eu não conseguiria fazer o Congresso sozinha“, completou Joana. 

  • Importância das atividades extras para a formação

A professora Ana Lupe Motta, por sua vez, destaca a importância do envolvimento dos alunos em atividades extracurriculares.

 Para a educadora, participar de comissões que se movimentam para além da sala de aula, permite ao aluno desenvolver competência e habilidades que serão diferenciais no mercado de trabalho.

O aluno deixe de pensar de forma engessada. O gerenciamento dos bastidores do próprio evento, por exemplo, vai dar uma noção de gestão, de pesquisa científica, de trabalho coletivo, responsabilidade. Conhecimentos que a sala de aula sozinha pode não oferecer por completo”, ressalta Ana Lupe.

  • Patrocinadores e apoiadores

Segundo a presidência do Congresso, os patrocinadores e apoiadores ajudam na credibilização do evento. Além de ser uma via dupla de troca de divulgação dos parceiros e das próprias Ligas. 

Esse ano, o II CONLAAH conta com o apoio da International Federation of Associations of Anatomists (IFAA), do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR), da Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina (ABLAM), da Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Cirurgia (ABLAC) e do site Auladeanatomia.com.

A Maconequi e a MD Spirit, por acreditarem na importância das Ligas para processo de crescimento dos alunos, entram no time dos patrocinadores, junto com outras 10 empresas. Os Congressistas do CONLAAH serão presenteados com cupom de descontos no site Maconequi, e Kits brindes, sorteados durante as palestras. 

Para ficar por dentro de todas as novidades do Congresso você pode acompanhar a atualização da hashtag #FiqueEmCasaMasComMuitaAnatomia nas redes sociais. Além do Instagram da Maconequi e do CONLAAH.

Anterior

O que é micose na pele e o que causa esse problema?

Tratamentos para fibromialgia: a doença tem cura?

Próximo

Deixe um comentário