Início>Cuidados com a saúde>Qualidade de Vida>O que é a hipertensão do jaleco branco e como tratá-la?

O que é a hipertensão do jaleco branco e como tratá-la?

Por |2020-01-10T09:11:40-03:0010/01/2020|Cuidados com a saúde, Qualidade de Vida|0 Comentários

Há quem já entre em pânico só de imaginar uma visita ao médico. A pessoa chega ao consultório e começa a suar, se sente ansiosa e, com isso, a pressão arterial sobe, mesmo que nem tenha um quadro de hipertensão. Esses sintomas podem indicar que este paciente sofre da síndrome do jaleco branco.

Essa síndrome, também conhecida como latrofobia (fobia irracional de médicos) é um tipo de transtorno psicológico em que a pessoa, mesmo doente, tem medo de ir ao médico. Seus sintomas são:

  • ansiedade acentuada;
  • tontura;
  • tremedeira;
  • taquicardia;
  • tensão muscular;
  • náuseas;
  • gritos e choros, no caso das crianças;
  • adiamento dos exames de rotina por medo;
  • aumento da pressão arterial;
  • agitação e descontrole físico e emocional etc.

A forma mais comum e menos grave dessa síndrome é a hipertensão do jaleco branco. Nesses casos, a pressão arterial do paciente aumenta rapidamente só de se aproximar de um médico ou ambiente hospitalar.

Saiba mais sobre a hipertensão do jaleco branco

Apesar de ser menos grave do que a latrofobia, a hipertensão do jaleco branco requer muita cautela por parte dos médicos no momento do diagnóstico. Uma boa forma de descobrir se o paciente é hipertenso mesmo ou se é portador dessa síndrome, é pedindo que ele verifique sua pressão em casa e faça um monitoramento ambulatorial da pressão arterial (MAPA).

Mesmo que os estudos médicos apontem que a maior parte dos casos teve origem na infância, essa síndrome pode afetar pessoas de todas as idades. Existem algumas causas que podem justificar esse quadro, como:

  • associar a imagem dos médicos com agulhas e “remédios amargos”;
  • trabalhar em hospitais e outros lugares associados com acidentes, sangue e morte;
  • ter passado por uma experiência negativa na infância;
  • ter dificuldades para obedecer à autoridades;
  • no caso dos dependentes químicos, receio de que os médicos vão obrigar a enfrentar essas questões;
  • divulgação de notícias sobre erros e más práticas médicas, com cirurgias mal feitas e falhas absurdas;
  • demora no atendimento em um ambiente hostil, estéril e com cheiro de desinfetante químico;
  • a possibilidade de ter que ser submetido a procedimentos dolorosos.

Como tratar a Hipertensão do Jaleco Branco?

Existem formas de controlar os sintomas dessa síndrome, mas vai depender da causa e da gravidade de cada caso. Por isso, é preciso uma avaliação bem criteriosa de um profissional qualificado.

O ideal é que tudo se inicie com uma conversa mais pessoal entre paciente e médico em um local que não lembre um ambiente hospitalar. Também é importante que o médico não esteja com seus equipamentos, como jaleco e estetoscópio, pois há pacientes que sentem aversão a qualquer elemento que remeta à área da saúde.

Caso persista os sintomas da síndrome, é recomendado que um psicólogo seja consultado para ajudar, seja por terapia em grupo, técnicas de relaxamento ou consultas via telefone ou internet.

Qual a diferença entre a hipertensão do jaleco branco e a hipertensão mascarada?

Se na hipertensão do jaleco branco o paciente apresenta a pressão alta apenas no consultório, na hipertensão mascarada é ao contrário: o paciente apresenta a pressão normal durante a consulta e a pressão alta fora do consultório.

Sendo assim, o diagnóstico correto é ainda mais difícil, mas existem alguns indícios que podem ser analisados como, por exemplo, se a pressão está sempre normal durante as consultas, mas há alterações no coração, no cérebro, nos rins e, principalmente, nos vasos (em especial no fundo de olho).

A gravidade da hipertensão mascarada se iguala à gravidade da hipertensão não controlada, então é essencial que as pessoas fiquem atentas aos sintomas e procurem um médico para avaliar o caso.

Quer saber mais sobre hipertensão e os sintomas da pressão alta? Confira nosso outro post e fique por dentro do assunto! Boa leitura!

 

Deixar Um Comentário