Fisioterapia TENS o que é, para que serve e contraindicações

| |

A fisioterapia TENS é uma eletroterapia. Sua sigla significa Terapia por Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (do inglês “Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation” – TENS).

Esse tratamento funciona emitindo correntes elétricas pelo corpo com o objetivo de aliviar dores crônicas e agudas.

A TENS é muito utilizada em hospitais e clínicas de reabilitação por profissionais da fisioterapia, mas também pode ser aplicada pelo próprio paciente que tiver um aparelho de eletroterapia portátil.

Quer saber mais sobre o que é essa fisioterapia TENS? Continue conosco!

Para que serve a fisioterapia TENS? 

Como citamos anteriormente, a TENS serve, principalmente, para aliviar as dores crônicas e agudas.

Dentre elas estão as dores na região lombar e cervical, dor ciática, dor óssea ou nervosa, dor no pescoço e dor pós-operatória.

Os profissionais geralmente indicam o uso da TENS para tratamentos ortopédicos, neurológicos, respiratórios e ginecológicos em adultos e crianças.

Sendo assim, alguns outros exemplos de problemas que podem melhorar com o uso da TENS, incluem:

  • Tendinite;
  • Artrite;
  • Entorses;
  • Luxações;
  • Reumatismo; e
  • Epicondilite.

Benefícios do uso da TENS

A eletroterapia promove também o relaxamento muscular e vasodilatação, atuando não só na redução das dores, como também na redução do inchaço.

Outros benefícios incluem:

  • Melhora na respiração;
  • Contribuição para a regeneração de tecidos moles do corpo;
  • Potencialização nas chances de cicatrização óssea;
  • Contribuição para um melhor desempenho muscular;
  • Redução dos riscos de contratura muscular.

Quer saber melhor como funciona esse tipo de tratamento? Vamos falar sobre isso a seguir!

Como a TENS funciona?

Falamos no começo deste artigo que o tratamento funciona emitindo correntes elétricas pelo corpo com o objetivo de aliviar as dores, mas como isso funciona?

A TENS é um dispositivo elétrico com eletrodos. Esses eletrodos são fixados na pele do paciente e impulsos elétricos são aplicados no local da dor.

Quando os impulsos são de baixa frequência e alta intensidade, há uma liberação de endorfinas que proporcionam o alívio da dor.

E quando os impulsos são de alta frequência e baixa intensidade, há um bloqueio dos sinais nervosos de dor, impedindo que sejam enviados para o cérebro.

O uso desse aparelho não causa nenhuma dependência e, caso indicado por um profissional, pode ser utilizado todos os dias.

Tempo de aplicação

O tempo da sessão da eletroterapia, quando feito em hospitais ou clínicas, duram entre 20 e 40 minutos. Esse tempo depende da intensidade aplicada e do estímulo escolhido.

Já no uso doméstico, com o aparelho portátil, a sessão costuma durar 15 minutos, podendo realizar até 2 sessões por dia. Lembrando que isso pode mudar de acordo com a orientação de um fisioterapeuta.

Contraindicações da fisioterapia TENS

Esse tipo de eletroterapia não tem muitas contraindicações, mas é preciso estar atento há alguns detalhes antes de utilizá-la.

A fisioterapia TENS não deve ser aplicada em pessoas com implantes metálicos expostos, trombose venosa recente, problemas cardiovasculares, obesidade mórbida e epilepsia.

Mulheres que estejam amamentando ou portadores de marca passo também não devem utilizar este aparelho.

Outro fator que deve ser fiscalizado é o local em que será utilizado os eletrodos. Eles não devem ser fixados em:

  • Testículos;
  • Regiões carótidas (lateral do pescoço);
  • Abdômen de mulher grávida;
  • Áreas em que apresentam hemorragias;
  • Partes do corpo em que os ossos são protuberantes; e
  • Locais em que há alterações na pele por doença ou sensibilidade.

Agora, é comum ter a sensação de formigamento entre os eletrodos e os pequenos choques. Isso é normal, desde que seja suave e indolor.

Utilizar somente a TENS vai resolver o meu problema?

Se o seu objetivo é só combater dores, talvez o uso isolado da TENS possa te ajudar. Porém, para tratar a causa dessas dores é preciso o acompanhamento de um fisioterapeuta.

Isso porque o profissional irá fazer uma avaliação e passar técnicas para complementar o seu tratamento de acordo com as suas necessidades.

Parâmetros para o uso da TENS

Existem alguns parâmetros básicos para garantir a eficiência do tratamento com a TENS, assim como a segurança e o conforto de quem vai utilizar essa técnica. São eles:

  • a duração dos pulsos;
  • a frequência dos pulsos;
  • a intensidade dos pulsos; e
  • o posicionamento dos eletrodos.

Quanto a duração e a frequência dos pulsos, como falamos anteriormente, pode variar de acordo com o local em que você faz o tratamento.

Caso você adquira um aparelho portátil, você pode seguir as orientações do manual. Porém, uma consulta com um fisioterapeuta auxiliaria de forma mais completa.

Já a intensidade dos pulsos deve ser ajustada de acordo com a sensibilidade de cada paciente.

É normal que o paciente sinta que a intensidade diminuiu depois de um tempo de tratamento, caso isso aconteça, poderá reajustar a intensidade.

Os eletrodos devem ser colocados diretamente no local da dor, ferida cirúrgica, de forma que crie uma corrente cruzada, ou no percurso do nervo.

Relembrando dos cuidados para não colocar os eletrodos nos lugares que citamos como contraindicações anteriormente.

Tipos de estimulação da TENS

Outro ponto importante se refere à estimulação da TENS que pode ser dividido em 4 partes: acupuntura, breve e intenso, convencional e burst.

Cada tipo de estimulação é indicado para um tipo de dor. Confira:

  • Acupuntura: baixa velocidade, indicada para dores crônicas. Atua recrutando fibras motoras e sensitivas;
  • Breve e intenso: intensidade e frequência altas para um alívio imediato da dor;
  • Convencional: frequência alta e estimulações para fibras de grande diâmetro, para dores agudas;
  • Burst: atua em formas de rajadas de pulso e indicadas para dores subagudas ou para estimulação muscular.

Se interessou pelos diversos benefícios da fisioterapia TENS? Você pode buscar tratamento profissional em clínicas próximas de você ou adquirir um aparelho massageador de eletroterapia portátil e aliviar suas dores sem sair de casa!

Anterior

Entenda o que é bioimpedância e como funciona

Sintomas de apendicite: saiba como identificá-los

Próximo

Deixe um comentário