Fibromialgia: saiba o que é e quais são os sintomas dessa doença

| |

A fibromialgia atinge de 2 a 10% da população mundial, principalmente mulheres jovens e de meia idade (20 a 50 anos), mas pode atingir também crianças, adolescentes e idosos. 

E para te ajudar a entender o que é fibromialgia, quais são os seus sintomas e formas de tratamento, elaboramos este artigo. Acompanhe, fique por dentro do assunto e cuide melhor da sua saúde. 

O que é a fibromialgia

A fibromialgia provoca fortes dores por todo o corpo por tempo prolongado ou sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. E isso ocorre porque há uma alteração da interpretação dos estímulos recebidos pelo cérebro e também pelos receptores cutâneos. Dessa forma, um simples abraço ou um aperto de mão mais forte pode desencadear dores. 

A dor causada pela fibromialgia é intensa e incapacitante, mas não provoca inflamações nem deformidades físicas. No entanto, como ela pode surgir em conjunto com outras doenças reumatológicas, é comum acontecer confusão na hora do diagnóstico.  

Trata-se de uma síndrome de causas ainda desconhecidas. Porém, já se sabe que os níveis de serotonina são mais baixos nos portadores de fibromialgia e que desequilíbrios hormonais, tensão e estresse podem ser um fatores desencadeantes da doença.

Os sintomas da fibromialgia

Entre os sintomas da fibromialgia podemos destacar: 

  • Dor generalizada;
  • Cansaço extremo;
  • Falta de disposição;
  • Alterações do sono que é pouco reparador;
  • Síndrome do cólon irritável;
  • Sensibilidade durante a micção;
  • Cefaleia;
  • Distúrbios emocionais e psicológicos.

Com relação ao cansaço, embora a dor seja o sintoma mais conhecido, ele é um dos sintomas principais. A pessoa com fibromialgia já acorda de manhã muito cansada, o que piora durante o dia e, apesar de descansar, o cansaço não melhora. Assim, se esse quadro durar por três meses ou mais, é importante procurar um reumatologista, que saberá indicar um tratamento.

Diagnóstico e tratamento da fibromialgia

A fibromialgia é mais comum entre as mulheres, mas também pode atingir homens e diversas faixas etárias. De cada 10 pacientes com fibromialgia, 7 a 9 são mulheres. E, ao contrário do que pode parecer, não há uma relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres tanto antes quanto depois da menopausa. 

Aqui, é importante destacar que ela pode ser adquirida geneticamente e caso exista algum caso na família é bom ficar atento e procurar um médico especialista se surgirem alguns dos sintomas.  

O diagnóstico é clínico, feito com base na anamnese do paciente e exame físico específico. São solicitados também exames laboratoriais e de imagem com o objetivo de descartar outras doenças. 

Já com relação ao tratamento, é preciso cuidados multidisciplinares, tais como: 

  • Uso de analgésicos e antiinflamatórios associados a antidepressivos tricíclicos;
  • Atividade física regular que muito contribui para o alívio das dores; Acompanhamento psicológico e emocional;
  • Massagens e acupuntura.

Recomendações para quem sofre com a fibromialgia

  • Tome medicamentos que ajudem a combater os sintomas;
  • Evite carregar objetos pesados; 
  • Fuja de situações que aumentem o nível de estresse;
  • Elimine tudo o que possa fazer com que você não tenha um sono tranquilo, tais como luz, barulho, colchão incômodo, temperatura desagradável;
  • Procure posições confortáveis quando for permanecer sentado por muito tempo;
  • Pratique atividades físicas com regularidade, já que o movimento regular ajuda a prevenir crises de dor ao liberarem endorfina, que melhora o fluxo sanguíneo e traz  relaxamento corporal;
  • A fisioterapia, o pilates e o fortalecimento muscular são grandes aliados no controle da doença;
  • Cuida da alimentação e mantenha hábitos saudáveis; 
  • Busque ajuda psicológica, é muito comum que pessoas com fibromialgia sejam desacreditadas pelos familiares e até mesmo pelos médicos e isso pode abalar a saúde mental e agravar o quadro.

É isso! E agora que você já sabe mais sobre a fibromialgia, que tal conferir nosso artigo Confira 7 exercícios aeróbicos para fazer em casa?

 

 

 

 

Anterior

Escova de dente elétrica: por que adquirir uma vai facilitar sua higiene bucal?

Como saber o que são as dores nas articulações que eu estou sentindo?

Próximo

Deixe um comentário