Aqui no blog, nós já falamos sobre a anamnese, que tem como objetivo identificar, por meio do relato do paciente, determinados pontos que vão orientar toda a estratégia terapêutica. Hoje vamos abordar um tema que auxilia os profissionais da saúde nesse processo de avaliação: o exame físico de enfermagem.

O exame físico de enfermagem é a investigação do corpo do paciente para determinar o estado de saúde do mesmo. Ele costuma ser realizado pelo enfermeiro e o procedimento completo inclui peso, altura, sinais vitais e um exame céfalo caudal (da cabeça para os pés) de todos os sistemas do corpo do paciente.

Acompanhe agora as etapas do exame físico de enfermagem e entenda como fazer a melhor preparação, o melhor posicionamento para avaliar o paciente, como avaliar cada parte do corpo do paciente, além das 5 técnicas utilizadas nesse procedimento: inspeção, palpação, percussão, ausculta e olfato. Acompanhe!

Preparação do exame físico

O ambiente onde será realizado o exame físico precisa ter uma iluminação adequada (natural ou branca) de intensidade moderada, uma temperatura agradável, silêncio e proporcionar privacidade ao paciente.

Os equipamentos devem estar bem organizados e prontamente disponíveis para o uso e é importante informar ao paciente sobre o passo a passo do procedimento que será feito. Outros cuidados incluem que:

  • o enfermeiro sempre lave as mãos antes e depois do procedimento;
  • o uso de luvas é obrigatório em pacientes com lesões cutâneas e no momento de examinar a cavidade bucal;
  • é indispensável o uso do jaleco e sapatos fechados; 
  • todos os profissionais da saúde que tem contato direto com pacientes devem estar devidamente vacinados para prevenir a hepatite B, tétano e influenza A (H1N1).

Posicionamento do paciente

O posicionamento do paciente no momento do exame físico deve ser apropriado para que as partes estejam acessíveis para serem examinadas e também oferecer conforto ao paciente. A posição adequada vai depender de que parte do corpo será avaliada.

  • Sentada: com o paciente nesta posição, pode ser avaliado cabeça, pescoço, coluna, tórax, pulmões (anteriores e posteriores), mamas, axilas, coração, sinais vitais e extremidades superiores.
  • Decúbito Dorsal: pode ser avaliado cabeça, pescoço, tórax, pulmões anteriores, mamas, axilas, coração, abdômen, extremidades e pulso.
  • Litotômica: é avaliado a genitália feminina e o trato genital.
  • Sims: é avaliado reto e vagina.
  • Decúbito Ventral: é avaliado o sistema musculoesquelético.
  • Genupeitoral: é avaliado região genital e retal.
  • Decúbito Lateral: é avaliado o coração.

Técnicas do exame físico

As técnicas usadas no exame físico vão exigir do profissional o uso de quatro dos seus cinco sentidos: visão, tato, audição e olfato. Essas técnicas são divididas em inspeção (visão e olfato), palpação (tato), percussão (tato e audição) e ausculta (audição).

É importante que durante essas técnicas (menos na ausculta), você informe ao paciente sobre o que você está fazendo e com qual objetivo. Tudo isso para tranquilizar a pessoa que está sendo examinada e deixá-la o mais confortável possível.

Inspeção (visão e olfato)

A inspeção é o primeiro procedimento executado no exame físico. Essa técnica avalia cores, formas, simetria e cavidades corpóreas através de uma observação detalhada da superfície do corpo do paciente.

Durante essa observação, o profissional também fica atento aos odores, reconhecendo sua natureza e fonte. São inspecionados estado geral, consciência, estado nutricional, postura e movimentação, coloração da pele, mucosas e hidratação e higiene corpórea.

Na inspeção, o paciente deve ficar exposto o menor tempo possível e só deixar a mostra a parte do corpo que será examinada naquele momento. Gentileza e delicadeza são primordiais no exame, principalmente se o paciente sente dores ou sintomas desagradáveis.

Palpação (tato)

Na palpação, o enfermeiro utiliza as mãos para identificar o que não é visível na inspeção. É com essa técnica que ele consegue identificar massas ou nódulos ao aplicar pressão em determinadas partes do corpo do paciente.

Essa pressão pode ser feita de maneira superficial ou profunda e além de massas e nódulos, é possível identificar a temperatura, umidade, textura, formas, posições de estruturas e os locais sensíveis a dor.

A palpação pode ser realizada em várias formas, desde utilizando uma única mão até ambas as mãos formando garras ou permitindo o aumento da área examinada. Para isso, é preciso manter as mãos sempre aquecidas e unhas cortadas.

Percussão (tato e audição)

A percussão pode ser feita de forma direta ou digito-digital. A direta é feita a partir de golpes com as pontas dos dedos na região alvo, fazendo movimento de martelo e sempre retirando rapidamente as pontas dos dedos para que a vibração ocorra.

Já a percussão digito-digital é feita a partir de golpes com o leito ungueal do dedo médio (plexor) que são dados no dorso do dedo médio da outra mão (plexímetro – único a tocar no paciente). Os movimentos são feitos sempre com o pulso e não com o braço.

A audição é usada nesta técnica pois as vibrações que ocorrem a partir dos golpes dos dedos geram sons e pelo timbre desses sons é possível fazer a avaliação do paciente para saber se há presença de ar, líquidos ou fibrose de alguns músculos, por exemplo.

Ausculta (audição)

A técnica de ausculta serve para ouvir sons e detectar variações do que é considerado normal. Isso porque os sons gerados têm timbre, intensidade e tonalidade específicos. As vibrações que são transmitidas para a superfície podem ser captadas de maneira direta ou indireta.

A forma direta de captação é quando o enfermeiro uso o ouvido externo para captar os sons diretamente no local a ser auscultado. Já a forma indireta é quando os sons são captados por instrumentos, como o estetoscópio.

Para realizar a ausculta de forma correta é preciso de um ambiente silencioso, colocar o paciente na posição correta, dar as instruções corretas ao paciente (alterações da respiração) e seguir o padrão correto.

Principais equipamentos necessários para o exame físico

Além do estetoscópio, como citamos anteriormente, outros principais equipamentos que são necessários para auxiliar no exame físico são o diapasão, termômetro, esfigmomanômetro, martelo de reflexos, lanternas e abaixador de línguas.

Todos esses equipamentos e muitos outros você pode encontrar nas lojas Maconequi. Os melhores preços e qualidade você encontra lá e as entregas são feitas para todo o Brasil. Aproveite!