Especialização em Psiquiatria: quando fazer e quais os benefícios?
>>>Especialização em Psiquiatria: quando fazer e quais os benefícios?

Especialização em Psiquiatria: quando fazer e quais os benefícios?

Por |2019-09-24T13:42:38+00:0024/09/2019|Formação, Profissionais da Saúde|0 comentários

A especialização em Psiquiatria tem despertado o interesse de muita gente — e não só de quem já é estudante da área da saúde, mas também de quem deseja ingressar nesse meio. Afinal de contas, há cada vez mais estudos e pesquisas sobre saúde mental e a relação dela com a nossa qualidade de vida.

Porém, sempre surgem dúvidas a respeito do que é preciso fazer para poder cursá-la, quanto tempo ela demora, o que exatamente é estudado durante essa formação e quando é o momento certo para iniciá-la. Ou seja, bastante coisa! Pensando nisso, resolvemos responder, neste post, a todas essas questões para você. Confira!

O que é estudado em uma especialização em Psiquiatria?

Ao longo da especialização em Psiquiatria, você estuda a respeito do conceito de saúde mental, as modalidades terapêuticas que são utilizadas pelo psiquiatra no atendimento e tratamento clínico e as políticas de assistência médica para quem sofre com problemas psíquicos. Mas, não acaba aí.

Isso porque ela também explora os transtornos mentais, as psicopatologias e a dependência química em diferentes faixas etárias, gêneros e condições sociais. Tudo isso para que o profissional da área possa reduzir ou mesmo eliminar os efeitos causados por esses problemas na vida dos pacientes.

Veja também: Saiba como escolher a sua especialização na área da saúde.

Para quem esse curso é recomendado?

Ele é indicado para quem deseja aprofundar os conhecimentos em saúde mental, entender como o desequilíbrio do funcionamento da mente pode impactar todo o organismo de uma pessoa e identificar quais meios de tratamento e de intervenção médica são os mais adequados para cada caso.

Vale lembrar que a pós-graduação em Psiquiatria dura, em média, dois anos. Além disso, pode ser realizada tanto em formato de curso tradicional em faculdades (uma especialização) quanto em formato de residência médica em hospitais públicos e privados do país. Outro ponto importante é que ela é exclusiva para quem fez a graduação em Medicina, certo?

Qual o momento ideal para fazê-lo?

Não existe um momento ideal para realizar esse curso. Na verdade, vai depender dos objetivos que você tem para a sua carreira. Afinal, muitas pessoas que se graduam em Medicina costumam dar continuidade aos estudos para poderem atuar em uma determinada área e não serem apenas clínicos gerais — que é a única possibilidade para quem se forma e não faz uma pós-graduação.

Portanto, já iniciam em sequência a especialização em Psiquiatria ou em outro segmento (Infectologia, Reumatologia, Ginecologia, Cardiologia etc.). Contudo, também há aqueles que optam por ganhar experiência como clínico e só depois escolhem uma especialidade na qual vão se dedicar. Por isso, vale apena refletir a respeito e fazer um exercício de autoconhecimento para saber o que é melhor para si.

Como deu para ver, a especialização em Psiquiatria é muito importante quando falamos de saúde, já que a mente impacta diretamente o bem-estar, o comportamento e a qualidade de vida de todos nós. Por isso, ao escolher esse ramo de atuação, busque aprender cada vez mais sobre áreas de conhecimento afins, como a Psicologia e a Psicanálise, pois isso qualificará ainda mais o seu trabalho.

Gostou do tema do post? Então curta a nossa página do Facebook para ficar por dentro de outras publicações como esta!

Deixe seu comentário