Qual é a diferença entre oftalmologista e optometrista?

| |

Se você usa óculos, provavelmente já foi atendido por esses profissionais. Mas você sabia que existe diferença entre oftalmologista e optometrista?

Sim, apesar dessas duas profissões cuidarem da saúde da nossa visão, existem algumas diferenças entre elas.

Hoje cerca de 35 milhões de brasileiros têm algum problema na visão, segundo o IBGE. Em função disso, é importante entender melhor sobre quem cuida dos nossos olhos. Vamos lá! 

Diferença entre oftalmologista e optometrista

Apesar dos jalecos brancos e a prescrição de óculos e lentes de contato serem comuns às duas profissões, existem sim diferenças entre o oftalmologista e o optometrista. 

Nesse caso uma das diferenças está na formação profissional. Enquanto o oftalmo é formado em medicina, com especialização em oftalmologia, o optometrista tem formação superior ou técnica em optometria.

Além disso, a maior distinção entre essas profissões está na atuação. Enquanto o oftalmo atua na detecção e prevenção de doenças na região dos olhos, já o optometrista mantém seu foco no cuidado com a capacidade da visão.

Por isso, a avaliação primária da saúde visual pode ser feita por um optometrista. Já o diagnóstico e o tratamento ficam com o médico oftalmologista. Quer entender melhor essa diferença? Conheça as principais funções desses profissionais.

O que é e o que faz um oftalmologista?

Com formação médica, especialização (oftalmologia) e até mesmo subespecialização na área (como córnea ou retina, por exemplo), o oftalmo está habilitado para diagnosticar e determinar o tratamento para possíveis problemas oculares. 

Nesse caso a função do oftalmologista está voltada para investigação de possíveis doenças oculares. Elas podem ser tanto hereditárias quanto adquiridas. Bons exemplos delas são o glaucoma e a conjuntivite.

Além disso, esse profissional pode realizar procedimentos invasivos, cirurgias e também prescrever medicamentos. 

Quando devo procurar um oftalmologista?

Muitos de nós não temos o hábito de fazer visitas de rotina ao oftalmo. Desse modo, hoje cerca de 34% dos brasileiros nunca foram ao oftalmologista. 

Apesar disso, o recomendado é que jovens e adultos, que não apresentam nenhum problema oftalmológico, façam pelo menos uma consulta ao oftalmo por ano. 

Já pessoas com patologias oculares devem manter seus exames de rotina em dia e retornar no tempo recomendado pelo médico especialista.

Sabe por que? A maioria dos problemas oftalmológicos podem ser descobertos de forma precoce. Dessa forma o tratamento deles, na maior parte das vezes, é eficaz. 

Sendo assim, existem alguns sinais de que você deve marcar uma consulta com o médico oftalmologista.

Sinais de que está na hora de visitar o oftalmologista

Existem alguns sintomas que podem indicar que precisamos visitar um oftalmo. São sinais que precisam de atenção, por isso se notarmos algum deles o indicado é marcar uma consulta imediatamente. Entenda quais são:

  • irritação ou olhos lacrimejando;
  • dores de cabeça e nos olhos;
  • baixa acuidade visual;
  • vermelhidão ou inchaço;
  • sensibilidade à luz;
  • visão embaçada ou dupla;
  • manchas na visão;
  • variação da visão;
  • forçar a vista para tentar enxergar;
  • dificuldade para enxergar à noite;
  • sentir de pressão nos olhos;
  • dificuldade para distinguir cores;
  • ter mais de 40 anos;
  • histórico de diabetes ou hipertensão.

Portanto esses são alguns dos sinais de que podemos estar precisando de uma consulta com o oftalmo. No entanto, você sabe quais são as funções de um optometrista?

O que é e o que faz um optometrista?

O optometrista é um profissional da saúde responsável por identificar problemas primários na visão. Sendo assim, astigmatismo, miopia e hipermetropia são bons exemplos. 

No entanto, esses profissionais estão aptos para utilizar apenas de métodos não invasivos para identificar esses problemas. Como é o caso de testes de acuidade visual e refração. 

Dessa maneira, as principais funções do optometrista são:

  • detectar distúrbios da visão; 
  • identificar doenças oculares; 
  • determinar problemas de refração (como miopia, astigmatismo, visão cansada/presbiopia); 
  • oferecer a correção desses problemas, através de óculos, lentes de contato ou terapia e reeducação visual. 

Em vista disso, agora sabemos quais são as funções de um optometrista, mas será que sabemos quando devemos procurá-lo?

Quando devo procurar um optometrista?

Todas as pessoas devem visitar o optometrista regularmente, independente do quadro da sua visão. O ideal é passar ao menos uma vez ao ano nesse profissional.

Isso porque essas consultas também podem identificar outras patologias oftalmológicas, como a retinopatia diabética e o glaucoma. 

Porém algumas pessoas devem marcar consultas e realizar exames com maior frequência. Por exemplo, pessoas diabéticas ou pessoas com histórico de doenças oculares na família.

Dessa maneira, para quem não sabe, o diabetes pode levar a complicações que estão associadas à cegueira. 

Além disso, pessoas com caso de glaucoma na família, por exemplo, têm mais chances de desenvolver esse problema.

Nesse sentido, essas são as recomendações que determinam quando devemos buscar um optometrista para melhorar ou identificar alguma disfunção na visão. 

Gostou de entender sobre a diferença entre o oftalmologista e o optometrista? Leia mais! Aqui no blog da Maconequi temos muitos conteúdos sobre saúde e bem estar. Acesse agora!

Anterior

Quais cuidados devemos tomar com a saúde de pessoas com Síndrome de Down? 

Deixe um comentário