Cuidados pós cesárea: entenda o que precisa ser feito nesse período

| | , ,

Sabemos que por ser um procedimento cirúrgico, o parto por via cesariana demanda um tempo maior de recuperação. Além disso, a pessoa gestante precisa  ter ainda uma série de cuidados pós cesárea.

Em 2019, mais de 84% dos partos da rede privada de saúde foram realizados por meio de cesarianas. Também segundo a OMS, esse número pode continuar crescendo nas próximas décadas.  

Por esse motivo é tão importante entender quais os cuidados são necessários tomar após passar por um parto via cesárea. 

Cuidados durante o período de recuperação pós cesárea

A recuperação da cesárea pode variar de pessoa para pessoa. Além disso, por ser uma cirurgia de grande porte, o corpo precisará de até 6 meses para se recuperar totalmente.

É normal que haja dor e desconforto logo após a cirurgia. Nesse período, a pessoa que passou pela cesariana precisará de auxílio até para tarefas básicas, como sentar e levantar. 

Por isso, é importante que durante esse período se tome alguns cuidados. Conheça os principais cuidados para se ter em casa após a cirurgia cesariana:

Respeitar o tempo de resguardo

Após a cesariana é necessário aguardar um tempo para voltar a ter relações sexuais. É recomendado ainda que o ato sexual não aconteça antes da consulta médica de revisão. Nesse caso a obstetra avaliará como está a cicatrização. 

Receber ajuda extra

Nas 6 primeiras semanas, em média, a pessoa que passou pela cesariana deve ficar livre de esforços físicos. Por isso, é importante que exista um amparo e cuidado maior com ela.  

Atividades como cuidar da casa, devem ser feitas por alguém próximo. Assim como ter ajuda para os cuidados com o bebê.

Usar cinta

O uso da cinta é importante para que a cicatrização do local da cirurgia seja boa. Além disso, ela também diminui o risco de seroma, causado acúmulo de líquido na área da cicatriz. 

Evitar pegar peso e dirigir

É necessário não fazer grandes esforços nos primeiros 20 dias. Isso inclui não pegar pesos maiores que o peso do bebê e não dirigir entre 4 a 6 semanas após a cesárea. 

Acontece que essas atividades podem aumentar as chances de dores e incômodos na região da cicatriz.

Dormir na posição correta

Após a cirurgia cesariana existe uma posição correta para dormir. A posição mais ideal é dormir de barriga para cima com um travesseiro embaixo dos joelhos. Evitando dores nas costas, além de proteger o local da cicatriz. 

Fazer exercícios leves

É recomendado que a partir de dois dias após o parto a pessoa que está em recuperação faça caminhadas leves. Essas caminhadas devem ter 5 minutos diários e ajudam na recuperação.

Ter uma alimentação saudável

Se alimentar corretamente, priorizando alimentos ricos em proteínas, fibras, vitaminas e antioxidantes ajuda na cicatrização. Além disso, esses nutrientes auxiliam no bom funcionamento do intestino e evitam desconforto, como gases.

Como cuidar da cicatriz da cesárea em casa

A cicatrização dessa região pode levar de 6 a 10 semanas. Por isso é importante tomar alguns cuidados com o local, como:

  • lavar a região do corte somente com água e sabão;
  • manter essa região sempre bem seca após o banho;
  • observar possíveis alterações na região, como vermelhidão ou secreções;
  • evitar tomar sol no local do corte por no mínimo 6 meses.

Também é indicado que a pessoa que passou pela cirurgia procure o médico responsável caso note alguma alteração no local da cicatriz. Principalmente se essas alterações forem acompanhadas de febre e aumento de dores, ao invés da diminuição delas. 

Além disso, a parte estética pode ser um ponto importante para algumas pessoas que passam pela cirurgia cesariana. Por esse motivo existem alguns cuidados que podem ser tomados para evitar problemas estéticos na região.

Parte estética da cicatrização

O natural é que a cesárea deixe uma cicatriz no local do corte, mas essa marca deve ser fina e clara, após cicatrizada. Porém alguns problemas estéticos podem estar associados à essa região. 

Esses problemas podem estar ligados a um pós-parto em que o repouso e os cuidados foram negligenciados, ou até mesmo a questões genéticas. Os principais são:

  • queloide: nada mais é que a proliferação exagerada de células, como resposta natural do corpo na tentativa de cicatrizar o corte. Esse problema deixa a cicatriz mais volumosa que o normal, ultrapassando a linha da cesárea;
  • cicatriz hipertrófica: muito parecida com o queloide e acontece pela mesma motivação. O que diferencia é que a cicatriz não ultrapassa o limite da lesão;
  • escurecimento: causado por fatores externos, como exposição ao sol ou má cicatrização em razão da quebra do tempo de repouso, por exemplo. Mas também pode haver motivações genéticas

Mas o que fazer quando isso acontece? A atitude a se tomar é procurar um especialista. Ele indicará tratamentos específicos para cada caso.

Gostou de entender melhor sobre os cuidados pós cesárea? Então você está no lugar certo.

Aqui você pode continuar conhecendo mais sobre saúde e bem-estar. Acesse o blog da Maconequi e confira nossos artigos!

Anterior

Parto humanizado: saiba como acontece esse momento para a pessoa gestante

Doença renal crônica: o que é e quais são os tipos mais comuns

Próximo

Deixe um comentário