Descubra como tratar a osteoporose e por que ela surge?
>, Prevenção, Terceira Idade>Descubra como tratar a osteoporose e por que ela surge?

Descubra como tratar a osteoporose e por que ela surge?

Você sabe como tratar a osteoporose? O problema já atinge cerca de 10 milhões de brasileiros e, com o envelhecimento da população, tende a atingir ainda mais com o passar dos anos. Só em 2015 foram registradas mais de 373 mil casos de fraturas decorrentes da doença. Além disso, uma a cada três mulheres acima dos 50 anos sofre ou sofrerá alguma fratura e 33% terão osteoporose após a menopausa.

Ficou preocupado? Calma, vamos ajudá-lo! Neste artigo, explicaremos o que é a osteoporose, quais são as suas causas e como tratar o problema. Acompanhe!

O que é osteoporose?

“Osteoporose” significa literalmente “ossos porosos”. É uma condição metabólica que faz com que a densidade óssea diminua progressivamente, tornando os ossos mais fracos.

O osso é um tecido vivo e ativo, que está em constante renovação. O tecido ósseo velho é quebrado por células chamadas osteoclastos e é substituído por um novo material ósseo produzido por células chamadas osteoblastos. Uma pessoa atinge o pico de massa óssea (densidade) por volta dos 30 anos. Depois disso, a taxa de perda óssea aumenta lentamente, enquanto a taxa de formação óssea diminui.

Eventualmente, à medida que envelhecemos, todos nós teremos algum grau de perda óssea. Por esse e outros motivos que precisamos ter bastante cuidados com idosos. A osteoporose é diagnosticada apenas naqueles casos em que os ossos já se tornaram extremamente frágeis e se quebram em pequenas quedas.

Tipos de osteoporose

Osteoporose primária

É o tipo mais comum e geralmente mais frequente em mulheres após a menopausa. Isso acontece porque a produção de estrogênio diminui (geralmente entre as idades de 45 e 55 anos). Nos homens, o enfraquecimento gradual dos ossos começa tipicamente em torno dos 45 a 50 anos, quando a produção de testosterona cai.

Osteoporose secundária

A osteoporose secundária tem os mesmos sintomas da primária, mas ocorre como resultado de certas condições médicas, como leucemia e distúrbio da tireoide. Também pode ocorrer como resultado do uso de medicamentos conhecidos por causar a degradação óssea. Os mais conhecidos são corticosteroides, reposição da tireoide, ou inibidores de aromatase (usados ​​para tratar o câncer de mama).

Como tratar a osteoporose?

Há uma variedade de opções de terapias disponíveis para quem convive com a osteoporose. O principal objetivo do tratamento é prevenir ou retardar a perda óssea e reduzir o risco de fraturas.

Algumas pessoas respondem melhor a uma droga do que outra, enquanto algumas experimentam efeitos colaterais que outras não. Por isso, é importante conversar com o médico — geralmente um reumatologista ou ortopedista — para avaliar os benefícios e riscos de cada tratamento e determinar qual é o mais indicado.

Após o diagnóstico da osteoporose — realizado por meio de exames como densitometria óssea e radiografias —, o médico responsável deverá indicar o tratamento adequado para o paciente, que geralmente envolve reposição de cálcio e vitamina D, exercícios físicos e medicamentos. A seguir, confira como cada tratamento funciona.

Reposição de cálcio e vitamina D

Cálcio e vitamina D são essenciais para a saúde dos ossos. Quando administrados em conjunto, eles podem reduzir o risco de fraturas em pessoas que têm osteoporose.

Exercícios físicos

Os exercícios de alto impacto e de resistência progressiva (treinamento de força ou levantamento de peso) ajudam a manter a densidade óssea existente e até mesmo melhorá-la. Exercícios de sustentação de peso de impacto moderado a alto são aqueles que envolvem os pés no chão, como pular, saltar, jogar tênis, correr, jogar basquete, aeróbica, subir escadas e dançar.

Exercícios de resistência envolvem levantamento de pesos livres, aparelhos de musculação, atividades que usam Mini Band, ou exercícios no chão usando o próprio peso corporal.

Medicamentos

Agentes antirreabsortivos, que incluem estrogênio, moduladores seletivos do receptor de estrogênio e bisfosfonatos, reduzem a reabsorção óssea (e subsequentemente a formação óssea), preservando a densidade mineral óssea.

Neste artigo, vimos como tratar a osteoporose, uma condição metabólica que causa a perda progressiva da densidade óssea. Ela pode ser primária ou secundária e que acomete mais as mulheres após a menopausa.

O tratamento inclui a prescrição de medicamentos que reduzem a reabsorção óssea, como bisfosfonatos, suplementação de cálcio e vitamina D. Um programa de exercícios físicos especificamente planejado para quem sofre com o problema também é importante.

Este artigo foi útil para você? Então não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais. Ajude a levar mais informações a quem precisa!

Deixe seu comentário