Como evitar acne: confira dicas de cuidados para a sua pele!

| |

Você sabia que as acnes (ou espinhas) não nascem da noite para o dia? É possível evitar o surgimento dessas bolinhas indesejáveis e perceber quando elas podem aparecer.

A acne acontece devido ao excesso de queratina, que entope os poros. Cerca de 16 milhões de brasileiras sofrem com essa inflamação da pele. Do total, 54% são mulheres, a maioria acima dos 25 anos. 

Ficou curioso? Quer descobrir como evitar a acne e manter a sua pele ainda mais saudável? É só continuar a leitura do artigo

Dica 1: Evite passar a mão no rosto o tempo todo

O primeiro passo para saber como evitar acne é saber que, se você tem o hábito de passar a mão no rosto várias vezes durante o dia, está na hora de perder esse costume.

A mão, mesmo não estando suja, ajuda a acumular gordura e impurezas nos poros, além de aumentar a oleosidade facial. Quando for preciso tocar no rosto, higienize as mãos.  

Dica 2: Lave o rosto com frequência adequada

Lavar o rosto de manhã e à noite, utilizando produtos adequados para a sua pele, vão fazer o diferencial. Busque criar o hábito de manter a face limpa.

Na hora da higienização, faça movimentos suaves e circulares. Enxágue bem para remover o produto e depois seque o rosto

É importante seguir as recomendações do dermatologista para fazer uso dos cosméticos certos.

ATENÇÃO: não lave o rosto várias vezes. A higienização exagerada pode causar o efeito rebote e aumentar a oleosidade da pele.

Dica 3: Use hidratante, mesmo sua pele sendo oleosa!

A oleosidade produzida pela sua pele, não é a mesma oferecida por um produto dermatologicamente testado. Toda pele precisa de hidratação, inclusive a oleosa.

O paciente com acne deve apostar em medicamentos que hidratam e regulam a produção de óleo. Os cosméticos OIL FREE, em textura sérum, são uma ótima escolha. Esses cosméticos proporcionam hidratação, além de um toque seco, super agradável no rosto.

A pele oleosa precisa de hidratação para não provocar efeito rebote. Quando o organismo do paciente detecta um leve ressecamento do rosto, ele acaba produzindo o dobro de óleo.

O hidratante dermatológico repõe a oleosidade da pele sem prejudicar o paciente. O cosmético hidrata e cuida da derme simultaneamente.

Dica 4: Use protetor solar e evite manchas

A regra de usar protetor solar é de lei para todas as peles, tenha o paciente problema de acne ou não. Além de impedir que doenças mais sérias, como o câncer de pele, aconteçam, o filtro solar evita o surgimento de manchas.

O paciente com acne deve utilizar o produto porque, na maioria dos casos, as lesões das acnes são profundas. Quando os raios UVB e UVA  entram em contato com a pele, eles causam o escurecimento das espinhas e deixam o rosto do paciente manchado por longo prazo. Em alguns casos, eliminar as manchas é um caso impossível. 

O protetor também impede a produção de sebo, diminuindo a oleosidade e o brilho gorduroso do rosto. Escolha os cosméticos oil free com toque seco.

Dica 5: Esconder com a maquiagem é a pior opção

Quando a espinha acneica está em processo de aparecimento, o primeiro impulso é sempre esconder a inflamação com maquiagem. Ao cobrir o poro com o produto, o paciente aumenta a quantidade de impureza na região. 

A espinha que era leve, pode se tornar um caso intenso de inflamação e ficar por mais tempo na pele. Por isso, a pior escolha é sempre cobrir com maquiagem. Protetor solar com cor, pode ser uma das soluções na hora de camuflar a espinha.

Então peça a orientação para o dermatologista. Dependendo do caso de acne, o uso do filtro com cor não é recomendado. 

Dica 6: Evite uma alimentação rica em açúcares e gorduras

O segredo de uma pele esteticamente perfeita é a boa alimentação. Quando o seu organismo recebe os nutrientes necessários para bom funcionamento, ele responde regularizando o comportamento do corpo.

Então, se você quer saber como evitar acne a partir do que você come, comece com uma alimentação baseada em legumes, verduras e folhas. Beba bastante água e não coma frituras, açúcares e industrializados com regularidade.

Dica 7: Consulte o dermatologista com regularidade

A acne é uma inflamação na pele que precisa de cuidados médicos especializados. A cicatrização dessa doença não acontece de forma espontânea.

Se o paciente está sofrendo com o surgimento de espinhas grandes, dolorosas e em grande quantidade, deve procurar um dermatologista e começar um diagnóstico seguro.

Dica 8: Aposte em produtos anti-acne recomendados por um especialista

Após uma consulta, o médico dermatologista vai recomendar produtos anti-acne baseado no tipo de pele do paciente. Acreditar em soluções milagrosas, ou recomendações de pessoas não especializadas, pode agravar a intensidade da inflamação.

O profissional da saúde vai estudar a pele do paciente e criar um cronograma que seja personalizado para orientá-lo sobre como evitar acne de forma realmente eficaz.

A acne de mulher adulta (AMA) x Acne comum

As mulheres acima dos 25 anos, que enfrentam caso de acne, se encontram na classificação “Acne de mulher adulta” (AMA). Essa variação da doença existe, porque as condições que causam a inflamação nas pacientes mais velhas se diferenciam da acne vulgar. 

Os fatores que provocam acne em mulheres adultas são: 

  • Alterações genéticas e hormonais, como a menopausa;
  • Tipo de pele;
  • Estresse;
  • Limpeza inadequada da pele;
  • Alimentação rica em fritura e açúcares;
  • Uso de medicamentos corticoides, anabolizantes e antidepressivos; e
  • Uso de cosméticos oleosos.

Recentemente, um estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo revelou que, as pacientes entre 26 e 44 anos, sofrem com alterações genéticas variadas que estimulam o surgimento das acnes. 

A mesma pesquisa também apontou que essa inflação afeta o estado emocional dessas mulheres. Junto das espinhas, as pacientes enfrentavam quadro de depressão, ansiedade e crise de autoestima, independente da gravidade da acne.

Diferente da inflamação acneica comum, que se manifesta na região T (testa, bochecha e nariz). A acne de mulher adulta aparece na zona U, ou seja: boca, queixo, pescoço e mandíbula. 

Por que é tão importante diferenciar a acne de mulher adulta da acne comum?

Como a AMA é provocada por disfunções genéticas ou hormonais é necessário reconhecer a doença para iniciar o tratamento adequado. O que pode parecer simples, às vezes é um quadro de ovário policístico

No Brasil, a dermatologia busca tratar o paciente de forma holística. É envolvido psicólogos, dermatologistas, ginecologistas e endócrinos para o desenvolvimento do cuidado ideal.

O anticoncepcional é um dos medicamentos recomendados para as pacientes, já que as pílulas ajudam a diminuir a produção de secreção nas glândulas sebáceas faciais.

Gostou do post sobre como evitar acne? Compartilhe com amigos e familiares nas redes sociais!

 

Anterior

Lipoaspiração: quais são os cuidados no pós-operatório?

Deixe um comentário