Início>Cuidados com a saúde>Curativos: confira como cuidar de feridas com pontos

Curativos: confira como cuidar de feridas com pontos

Por |2020-04-03T11:21:01-03:0010/04/2020|Cuidados com a saúde|0 Comentários

Seja após uma cirurgia ou depois de um ferimento grave, os pacientes precisam lidar com feridas suturadas, ou seja, aqueles ferimentos abertos que precisam ser costuradas para juntar o tecido de volta, parar o sangramento e prevenir uma possível infecção.

Nestas situações, as recomendações sobre como cuidar de feridas com pontos são dadas pelo próprio médico, mas se você quer tirar algumas dúvidas agora, nós vamos te ajudar.

Como cuidar de feridas com pontos e fazer o curativo?

Cuidar de feridas com pontos não é tão complexo. Dependendo do local que foi suturado, a própria pessoa pode fazer os devidos cuidados, mas se precisar de ajuda, outra pessoa poderá fazer este trabalho com tranquilidade.

Assim que o paciente leva alguns pontos, a enfermeira fará o curativo e o mesmo é recomendado que permaneça nas primeiras 24 horas. Por isso é importante ter cautela para não expor esse curativo à sujidade.

Retire o curativo com cuidado

Quando chegar a hora de trocar o curativo pela primeira vez, é preciso retirá-lo com todo cuidado possível, pois a pele estará sensível devido à colocação dos pontos. Você pode usar um removedor de adesivos para ajudar.

Sempre observe a ferida quando fizer essa troca. É preciso avaliá-la para saber se o processo de cicatrização está sendo normal (nós falaremos isso no próximo tópico deste post). É comum nessa troca que o local onde foram feitas as suturas estejam avermelhadas.  

Lave bem a ferida

Você pode aproveitar a hora do banho e lavar a sua ferida. Você vai usar apenas água e sabão e ter todo um cuidado especial no processo. Caso prefira não fazer essa lavagem durante o banho, você pode usar uma solução salina e aplicar sabão com a ajuda de uma gaze estéril.

Depois de lavada, é imprescindível secar muito bem toda a área da ferida. A umidade dificulta o processo de cicatrização. Você deve usar uma toalha limpa só para secar o local ou uma gaze estéril.

Esterilize a ferida

Existe uma técnica adequada para passar o iodo ou a clorexidina na ferida. Você deve molhar a gaze com a solução indicada pelo médico e passar na ferida em forma circular. Comece por onde se encontram os pontos de sutura e, a partir dele, esterilize toda a área em volta.

Se você fizer o movimento ao contrário, de fora para dentro, as bactérias serão arrastadas diretamente para a ferida que ainda não está cicatrizada. O objetivo da solução é manter a esterilidade do ferimento, portanto, é muito importante ter bastante cuidado e executar esse procedimento da forma correta.

Cubra a ferida

Nos primeiros dias, a recomendação é que a ferida com pontos seja coberta, já que existe a maior probabilidade de infecção. O curativo deve cobrir bem a área da sutura.

Nos últimos dias, quando começar a fazer uma crosta no local e a pele estiver se unindo, é aconselhável não cobrir mais a ferida. As únicas exceções, neste caso, é quando a lesão corre algum risco de esfregar na roupa, exposição à sujeira ou má evolução dos pontos.

Como saber se a cicatrização está boa?

O processo de cicatrização não é igual para todas as pessoas. Existem alguns fatores que influenciam neste processo, como a idade do paciente, o tipo de pele e o tipo de sutura. Outros fatores importantes são:

  • estado nutricional da paciente;
  • presença de doenças crônicas;
  • uso de medicamentos;
  • dimensão e profundidade da lesão; e
  • presença de hematomas, equimoses ou edemas.

Ainda assim, existem três fases da cicatrização que é comum em todos os pacientes independente dos fatores citados acima: a fase inflamatória, proliferativa e reparo. Vamos falar mais sobre elas agora.

A fase inflamatória é a fase inicial, que pode durar até o 4º dia da ferida suturada, dependendo da extensão e da natureza do ferimento. Ela é caracterizada pela presença de secreção e pode haver inchaço, vermelhidão e dor.

A fase proliferativa é a fase de regeneração da pele, podendo durar entre 5 e 20 dias. É nesta fase que é formado o tecido de granulação. Consideramos este processo positivo quando o tecido é vermelho, brilhante e carnudo, indicando o progresso da cicatrização.

Já a fase do reparo é a última fase e pode durar meses. É quando ocorre a remodelação do tecido formado na fase anterior. O aspecto da cicatriz fica mais ameno e aos poucos ela vai melhorando sua tonalidade, do vermelho à um tom rosa claro.

Para saber mais sobre feridas e curativos, você pode acessar nossos outros posts sobre tipos de curativos e como fazê-los, onde ainda falamos um pouco sobre tipos de feridas. Em caso de dúvidas mais específicas, recomendamos sempre procurar o atendimento médico. Boa leitura!

Deixar Um Comentário