Cirurgia plástica: guia completo antes e depois da operação!

| |

Os brasileiros ficam atrás apenas dos americanos quando o assunto é o número de cirurgias plásticas. Por aqui, são realizadas cerca de 90.500 cirurgias por ano, e se você também está pensando em fazer uma, vale a pena conferir este nosso novo artigo onde te contamos tudo o que você pode e o que não pode fazer antes e depois de uma cirurgia plástica.

Afinal, além de uma boa equipe médica, o resultado esperado da cirurgia depende de como você se cuida antes e depois da operação. Boa leitura! 

O pré-operatório de uma cirurgia plástica  

1. A escolha do cirurgião

Se você decidiu fazer uma cirurgia plástica é bom escolher com calma o médico que realizará a cirurgia. Pegue várias referências com amigos e familiares, converse com quem já passou pelo mesmo procedimento com esse médico e tire todas as suas dúvidas na consulta.

E claro, desconfie dos profissionais que prometem resultados fantásticos por um valor muito baixo.

2. Converse com um anestesiologista

Além de conversar com o cirurgião, é importante marcar uma consulta com um anestesiologista e preencher o formulário pré-anestésico com informações detalhadas e precisas. 

No mais, deve-se seguir todas as suas recomendações, como o tempo de jejum, para que haja um bom procedimento.

3. Procure se informar sobre o produtos que serão utilizados na cirurgia

Essa regra é fundamental, principalmente se a cirurgia plástica tiver como objetivo o implante de prótese de silicone.

Converse com o cirurgião plástico sobre a procedência das próteses que serão utilizadas para que você tenha conhecimento sobre as diferentes marcas, qualidades, esterilização e qual se adapta melhor ao seu biotipo.

4. Visite o local onde será realizada a cirurgia plástica 

Procure se informar sobre o local onde será realizada a sua cirurgia. Se possível, visite as instalações e procure saber o que o hospital ou clínica pode te oferecer caso ocorra algum imprevisto. 

5. Assine o documento de Consentimento Informado

Por ser um procedimento invasivo, você deve assinar o Consentimento Informado, um documento que declara que você está ciente e de acordo com a operação. 

E atenção: é fundamental que você leia todo o documento para certificar-se de que você compreendeu e concorda com tudo o que está registrado.

6. Faça todos os exames recomendados 

Você deve fazer um eletrocardiograma, ou outro exame que o médico acreditar ser necessário, para que seja avaliada a sua condição cardíaca, evitando-se assim, os riscos de complicações durante a cirurgia plástica. 

Da mesma forma, o Risco Cirúrgico deve ser realizado. Trata-se de um tipo de exame médico feito antes de toda e qualquer cirurgia, que visa avaliar o estado de saúde do paciente no período pré-operatório. 

Além do eletrocardiograma, os exames mais comuns são o de sangue e o raio X toráxico. Nos exames laboratoriais, é importante avaliar a creatina, o hemograma completo e outras porcentagens que mostram alteração na atividade sanguínea.

7. Suspenda o consumo de bebidas alcoólicas

Essa suspensão deve começar duas semanas antes da cirurgia, visto que o álcool interfere na  coagulação e aumenta o risco de sangramento durante o procedimento.

8. Cuide da hidratação da pele 

Durante o mês que antecede a cirurgia, tenha cuidado redobrado com a hidratação da pele, já que isso irá facilitar a recuperação e a cicatrização.

9. Mantenha uma dieta equilibrada

Capriche na alimentação antes da cirurgia plástica. Evite alimentos industrializados e inclua na sua dieta alimentos ricos em fibras, proteínas, vitaminas e minerais

As fibras têm um importante papel na digestão, evitando a prisão de ventre e a anemia no pós-operatório. Já as proteínas, vitaminas e minerais vão te ajudar na recuperação e cicatrização, já que oferecem tudo que seu organismo necessita.

10. Suspenda o cigarro sete dias antes da cirurgia

O cigarro faz com que o paciente fique mais suscetível à infecções, problemas de cicatrização, necrose, intercorrências referentes à anestesia, trombose, embolias e retardo no processo de recuperação.

O pós-operatório de uma cirurgia plástica 

1. Obedeça as recomendações médicas

É comum os pacientes ficarem ansiosos para ver o resultado, mas é imprescindível que se mantenham tranquilos e façam tudo o que o médico recomendou. Essa é a garantia de um bom pós-operatório.

2. Informe-se com o médico as restrições e limitações

Cada etapa do pós-operatório apresenta diferentes restrições e limitações que podem variar de acordo com o tipo da cirurgia que foi realizada. 

Assim, converse com seu médico para que ele te explique, de forma clara e objetiva o que você deve e não deve fazer.

3. Tome os remédios corretamente

Após uma cirurgia plástica, é comum que os médicos prescrevam analgésicos e anti-inflamatórios que devem ser tomados nas quantidades e horários determinados. 

E lembre-se que você jamais deve tomar medicamentos por conta própria

4. Tenha disciplina 

Você e sua recuperação são as prioridades no momento. Portanto, organize sua rotina e tenha disciplina para que seu pós-operatório seja o mais tranquilo possível.

5. Compareça à todas as consultas de acompanhamento

É importante que você compareça às consultas de acompanhamento agendadas pelo cirurgião, bem como às sessões de drenagem linfática, se for o caso.

6. Procure imediatamente o cirurgião se notar algo inesperado

Se você sentir qualquer desconforto maior ou sintoma não descrito anteriormente pelo médico, procure ajuda o mais rápido possível e informe ao médico detalhes importantes como alimentação e consumo de medicamentos. 

7. Use produtos de qualidade no pós-operatório

Pode ser preciso fazer uso de cintas, sutiãs especiais ou meias de compressão após a cirurgia. Mas é importante que você escolha os produtos adequados e de boa qualidade.

Na dúvida de onde encontrar esses produtos? Visite o site na Maconequi, lá é certeza encontrar o que você procura. 

Conclusão

Para que a sua cirurgia plástica seja um sucesso é preciso tomar os devidos cuidados antes e depois do procedimento. Não ponha tudo a perder e não corra riscos desnecessários deixando de seguir as recomendações médicas.

E para saber mais sobre o assunto cirurgia plástica, confira nossos artigos:

 

Anterior

Medicina Por Elas: o futuro da medicina brasileira

Tudo sobre apendicite: o que é, causas, sintomas e tratamento

Próximo

Deixe um comentário