Início>Cuidados com a saúde>Qualidade de Vida>Conheça o poder das atividades físicas para crianças

Conheça o poder das atividades físicas para crianças

Por |2020-03-02T13:41:26-03:0028/06/2018|Cuidados com a saúde, Qualidade de Vida|0 Comentários

As atividades físicas para crianças, ao contrário do que muitos pensam, não se resumem apenas à diversão e ao entretenimento. Na verdade, são fundamentais para ter bem-estar, saúde e estilo de vida equilibrado que seguirá por toda fase adulta.

Não é à toa que cada vez mais, pais buscam formas de incentivar filhos. Os incentivam a adotarem, pelo menos, um esporte na rotina deles. Porém, será que você sabe quais são os demais benefícios que a prática regular de exercícios proporcionam aos pequenos?

É justamente para falar sobre o assunto (e destrinchar alguns deles) que preparamos o post de hoje. Acompanhe!

Diminuição do risco de sedentarismo

A primeira vantagem, sem dúvidas, é a diminuição da possibilidade das crianças se tornarem sedentárias. Um passo importante para que, quando adultas, não sejam predispostas ao sobrepeso e, em casos mais graves, à obesidade — que, segundo panorama da FAO e OPAS divulgado pela ONU, já atinge cerca de 20% dos brasileiros.

Afinal, quando estão em movimento, há uma constante evolução da resistência e do condicionamento físico que estão intrinsecamente ligados ao aumento do metabolismo, do gasto calórico e fortalecimento do sistema imunológico.

Desenvolvimento muscular e ósseo

Um segundo benefício é que a realização regular de exercícios na infância proporciona um maior desenvolvimento muscular e ósseo. Na prática, além de contribuir para a redução da gordura corporal, isso proporciona um aumento da força, potencializa o crescimento e melhora a flexibilidade corporal.

Mas não acaba aí, já que os pequenos também ficam menos suscetíveis a sofrerem lesões nas articulações, nos músculos e nos ossos.

Prepara para lidar com frustrações

A frustração nada mais é do que aquele sentimento de tristeza, aborrecimento ou desespero quando alguma coisa que planejamos não dá certo. As atividades físicas praticadas pelas crianças, em sua grande maioria, envolvem a disputa. Com isso, saber lidar com a derrota e continuar praticando mesmo em uma situação em que a criança esteja perdendo, contribui para que ela aprenda a lidar com as frustrações da vida adulta.

Em níveis moderados, a frustração é muito importante para o desenvolvimento da capacidade de adiar gratificações.

 Melhora o desenvolvimento da cognição

Para participar de algum jogo, a criança precisa entender as regras, montar estratégias, tomar decisões rápidas e fazer várias atividades e movimentos ao mesmo tempo. Tudo isso contribui para uma melhora no desenvolvimento cognitivo, ou seja, aperfeiçoa a capacidade da criança de adquirir conhecimento.

Fortalecimento da coordenação motora

As atividades físicas para crianças também aperfeiçoam o fortalecimento e o desenvolvimento da coordenação motora. Esta é ligada à locomoção e à realização dos mais diferentes movimentos.

A razão disso é que ao se exercitar, independentemente da modalidade escolhida, o cérebro da criança recebe estímulos cognitivos. Esses estímulos impulsionam tanto um maior controle corporal quanto o uso frequente de músculos mais específicos. Logo, há uma maximização da chamada coordenação motora fina — responsável pelas nossas habilidades de pintar, escrever, desenhar, manejar e segurar objetos etc.

Aumento do equilíbrio corporal

Outro aspecto positivo é o aumento do equilíbrio corporal, que contribui (e muito) para os pequenos terem uma postura mais correta, uma melhor execução dos movimentos com os membros inferiores e superiores e o alcance tanto de uma maior agilidade quanto uma maior velocidade.

Além disso, o equilíbrio corporal é essencial para prevenir e acelerar a recuperação de machucados que possam afetar as articulações. Especialmente as móveis, que ficam nos joelhos, nos tornozelos, nos pés etc.

Ampliação da capacidade de socialização

Por último, vale ressaltar que a prática de esportes e exercícios não influencia somente o físico das crianças, mas também traz um impacto positivo para a capacidade de socialização delas.

Isso acontece porque a maioria das modalidades ocorre de forma coletiva. Isso proporciona um aprendizado prático sobre interação, solidariedade, cooperação mútua, espaço individual e grupal etc. Sem mencionar, que ainda contribuem para diminuir a timidez e ensinar noções de respeito e tolerância com o próximo.

Como saber que atividades as crianças podem fazer?

Não adianta pegar uma criança de 3 anos e colocá-la para fazer esportes organizados e com regras esperando que ela vá se adaptar. Crianças com menos de 6 anos não estão preparadas para esse tipo de exercício. O ideal é que elas pratiquem atividades mais lúdicas e que estimulem a coordenação motora, como correr e pular. Já as crianças mais velhas estão mais aptas a compreender e seguir regras, mas o ideal é permitir que elas mesmas escolham que atividade querem fazer pois assim elas vão fazer com mais interesse e dedicação.

Algumas atividades contribuem para a resistência da criança, flexibilidade e força. Confira a lista com exemplos das principais atividades direcionadas para as crianças.

Atividade que melhora a resistência:

  • futebol, basquete, vôlei, queimada;
  • ciclismo, Patinação, skate;
  • natação, dança, tênis, artes marciais;
  • caminhada, corrida, pular corda, jogos em grupos etc.

Atividades que melhoram a flexibilidade:

  • jogo ativo em um playground;
  • cavar no jardim ou na praia, varrer folhas;
  • ginástica, dança, parede de escalada;
  • yoga, saltos, alongamento durante brincadeiras etc.

Atividades que fortalecem:

  • levantar e carregar coisas como mantimentos, lixo e resíduos de jardim;
  • subir escadas;
  • ginástica;
  • atividades de playground como barras de macaco, subir escadas e postes de escala;
  • calistênicos (como agachamentos e flexões) usando o próprio peso corporal como exercícios de musculação de resistência ou supervisionado utilizando tubos, bandas e pesos de mão.

Como você viu, exercitar-se na infância é fundamental não apenas para o desenvolvimento físico, mas também psicológico dos pequenos. Por isso, é indispensável incentivá-los a partir dos dois anos a praticar diferentes atividades físicas para crianças (como judô, basquete e natação) até que eles encontrem aquela com a qual mais se identificam.

Gostou do post e quer saber mais sobre o assunto? Então não deixe de assinar a nossa newsletter!

Deixar Um Comentário