Início>Cuidados com a saúde, Prevenção, Qualidade de Vida>Dicas de alimentação para ostomizados

Dicas de alimentação para ostomizados

Você já sabe que ter uma alimentação equilibrada é fundamental para qualquer pessoa que queira se manter saudável. Mas se você é uma pessoa ostomizada, precisa dar ainda mais atenção ao assunto. Afinal, a escolha dos alimentos pode fazer com que você se sinta muito bem ou extremamente desconfortável. 

E para te ajudar a ter uma alimentação balanceada selecionamos algumas dicas de alimentação para pessoas com ostomia que podem ajudar a evitar males que alguns alimentos podem causar.

Confira!

O que é ostomia?

A ostomia é um procedimento cirúrgico onde é realizada a abertura de um órgão oco. Seu objetivo é gerar comunicação entre órgãos internos e externos para expelir temporária ou permanentemente fezes, urina e secreções. Nela, é feita uma abertura — que chamamos de estoma — substituindo o sistema usual de eliminação, fazendo uma terminação externa.

Como os estomas não são controlados voluntariamente, é necessário o uso de bolsas de ostomia que são coladas por um tipo de adesivo na pele do paciente.

Os dois tipos mais comuns são: colostomia no intestino grosso e a ileostomia no intestino delgado. 

Para saber mais sobre a ostomia, confira nossos artigos Ostomia: como é feito o procedimento e produtos relacionados e Quais são os principais tipos de bolsas de ostomia?

O que uma pessoa com ostomia deve saber sobre alimentação?

Mesmo que o procedimento de implantação da ostomia não exija que se faça uma dieta restritiva, é fundamental ter bom senso e ter não pressa para para retomar aos hábitos alimentares anteriores à cirurgia. 

É preciso se alimentar de forma moderada, sempre mastigar bem todos os alimentos e inserir novos alimentos com cautela.  

Adicione um novo alimento por vez, e sempre em pequenas porções. Se o alimento for bem tolerado, você poderá aumentar a quantidade dele, mas se acontecer o contrário, suspenda esse alimento da dieta e tente novamente mais tarde. 

Fique ciente que não existem regras e que cada organismo responde de uma forma, mas antes será preciso conhecer seu corpo e descobrir como ele reage em cada situação. 

Por fim, lembre-se sempre que sua dieta deve ser elaborada a partir de: 

  • carboidratos: base da dieta e fonte de energia para o corpo;
  • gorduras: também fonte de energia e responsáveis por vários processos essenciais em nosso corpo;
  • proteínas: matéria prima para a construção de novas células em nosso organismo; 
  • fibras: responsáveis por manter o bom funcionamento dos intestinos;
  • vitaminas e minerais: entram na composição de várias substâncias essenciais ao nosso equilíbrio interno.

Quais alimentos que pessoas com ostomia devem evitar?

Sabendo disso, é preciso garantir que sua dieta não traga nenhum desconforto para você. 

Alguns alimentos devem assim ser evitados por pessoas ostomizadas, pois são responsáveis pelo aumento da produção de gases, prisão de ventre, odor forte ou alteração de cor das fezes ou urina e também diarreias. 

Os alimentos que devem ser evitados de acordo com o desconforto que causam são:

Gases e ruídos

  • Aspargos;
  • Cerveja e bebidas alcóolicas no geral;
  • Brócolis;
  • Repolho;
  • Bebidas com gás;
  • Queijo e laticínios no geral;
  • Feijões;
  • Alimentos com muito condimentos.

Evite ainda mastigar chiclete e tomar bebida de canudo.

Odor forte

  • Aspargos;
  • Ovos;
  • Laticínios no geral;
  • Peixe;
  • Alho;
  • Feijão;
  • Repolho.

Prisão de ventre

  • Suco de maçã;
  • Bananas;
  • Pães;
  • Farinhas brancas no geral;
  • Queijo e laticínios no geral;
  • Batata;
  • Arroz.

Diarréia

  • Chocolate;
  • Café;
  • Leite e laticínios no geral;
  • Bebidas alcoólica;
  • Legumes crus;
  • Chá.

Pronto! Agora você já conhece um pouco mais sobre como deve ser a alimentação de uma pessoa com ostomia. Porém, é muito importante sempre conversar com seu médico se surgir qualquer desconforto ou dúvida. Somente ele poderá ter dar as orientações corretas. 

E para continuar sempre atualizado quando o assunto é saúde, bem-estar e qualidade de vida, continue acompanhando nosso blog sobre saúde, temos certeza que você sempre encontrará conteúdos interessantes por aqui. 

Deixar Um Comentário